Fábio Souto critica aumento de 8,8 da tarifa da Embasa

Paulo Souto critica o aumento dado à Embasa. Quem autorizou o reajuste de 8,8% foi a Agersa, que também é uma autarquia da Sedur, como a Embasa.
Paulo Souto critica o aumento dado à Embasa. Quem autorizou o reajuste de 8,8% foi a Agersa, que também é uma autarquia da Sedur, como a Embasa.

A Empresa Baiana de Água e Saneamento S.A (Embasa) anunciou um aumento de 8,8% no valor da tarifa, a partir de junho deste ano, e, diante dessa notícia, o deputado estadual Fábio Souto (DEM) discursou na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba) criticando a ação.

O aumento na tarifa foi divulgado pela Agência Reguladora de Saneamento Básico do Estado da Bahia (Agersa) no dia 12 de maio. A Agersa, que como a Embasa é um órgão estatal da estrutura da Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur), destacou que atendeu à solicitação que a Embasa havia feito.

Para o deputado Fábio Souto, a atitude é descabida, pois o aumento não condiz com a realidade que a Bahia e o Brasil vivem atualmente.

“O governo dá sinais trocados à população do Estado da Bahia e ao funcionamento público. O governador diz que não vai poder aumentar os salários dos servidores públicos por causa da condição financeira do Estado, mas, ao mesmo tempo, a Embasa, que é controlada pelo governo, anuncia um aumento de 8,8%. Nós não entendemos!”, pontuou o democrata.

Notícias Relacionadas