Nem Ricardo, nem Eduardo Baptista. Petkovic é o novo técnico do Vitória.

A diretoria do Vitória continua muito confusa, sem rumo. Em vez de Ricardo Gomes ou Eduardo Baptista, o clube surpreendeu o seu torcedor ao anunciar Petkovic como novo técnico. Pet já é funcionário do clube e vinha atuando como gerente de futebol. No site oficial, os cartolas justificaram assim a escolha de Petkovi?.

Ivan de Almeida, Petkovi? e Sinval Vieira: o Vitória segue completamente confuso , sem rumo, às vésperas de sua estreia no Brasileirão 2017.
Ivan de Almeida, Petkovi? e Sinval Vieira: o Vitória segue completamente confuso , sem rumo, às vésperas de sua estreia no Brasileirão 2017.

”Diante do mercado e das condições de negociação do Esporte Clube Vitória quanto às circunstâncias e à filosofia que está sendo implantada no Departamento de Futebol, o clube definiu por antecipar o processo e anunciar o Gerente de Futebol recém-contratado, Dejan Petkovi?, como novo técnico do time”.

Petkovi?, que já havia sido acionado para integrar a equipe desde dezembro, justamente, para instalar este modelo de gestão, acatou a sugestão do Diretor de Futebol Sinval Vieira em conjunto com o presidente Ivã de Almeida de ser ele, o técnico do Vitória, acumulando as duas funções.

Em sua apresentação à imprensa, Pet foi anunciado em um cargo pensado dentro de um processo de reestruturação que ainda seria detalhado. O acúmulo das funções acaba sendo de praxe e conveniente dentro das organizações de futebol que aderem ao team manager. Segundo time no Brasil que adota este sistema, o Vitória se inspira no que já se vê com mais frequência na Inglaterra, em times como Arsenal, Manchester United e Chelsea.

Embora, anteriormente, convidado pela diretoria para assumir como treinador, Pet, preferiu declinar o convite, por entender que não seria ético da sua parte naquele momento, já que vinha conversando com outros técnicos em nome do Vitória. O gestor continuou, então, na batalha por aquele profissional que, impreterivelmente, precisava se encaixar na metodologia que ele e a diretoria julgam ser a ideal para o perfil do rubro-negro baiano dentro da reestruturação almejada. Técnicos como Marcelo Oliveira, Jorginho, Ricardo Gomes e Eduardo Baptista foram sondados, porém, ou não se encaixavam na filosofia que o Leão pretendia, ou não estavam disponíveis a tempo de tocar este projeto, o quanto antes, no Brasileirão. Pet, então, aceitou o convite e topou o desafio de acumular as funções.

Wesley Carvalho, que permanece como auxiliar no clube, ainda comanda o Leão contra o Avaí, mas com Pet ao lado. “Wesley já vem fazendo um trabalho muito bom há dez dias. Acho que temos capacidade para que ele dirija esse jogo contra o Avaí”, reponde Pet em coletiva, quando perguntado sobre a estreia no Brasileirão neste domingo (14).

“Acabamos de anunciar isso hoje. Pensando como gestor, nós temos técnicos qualificados. Eu estava presente [nos trabalhos de campo], mas nem sempre. Então, acho mais prudente eles continuarem o trabalho. Claro que vou estar junto. Ainda vai chegar o meu auxiliar, pessoas que sempre estiveram comigo terão que vir”, completa Pet, que já treinou a divisão de base do Furacão, além das categorias profissionais do Criciúma e Sampaio Corrêa.

Notícias Relacionadas