Paulistão 2017: São Caetano está de volta à elite e é campeão da Série A2

Agência FPF

O São Caetano é o campeão do Paulistão A2 Itaipava 2017. A equipe do ABC derrotou o Bragantino por 2 a 1 no Anacletto Campanella, em São Caetano do Sul, e coroou a campanha que levou o time de volta à elite paulista após quatro anos. Paulinho Santos e Régis fizeram para o time azulino, enquanto Rafael Grampola descontou para os visitantes.

O São Caetano derrotou o Bragantino por 2 a 1 e levantou a taça de campeão da A2. (Foto: Alexandre Batibuglli/FPF/Divulgação)
O São Caetano derrotou o Bragantino por 2 a 1 e levantou a taça de campeão da A2. (Foto: Alexandre Batibuglli/FPF/Divulgação)

O jogo começou movimentado. O Bragantino começou melhor e assustou o goleiro Paes com chutes de longa distância de Bruno Oliveira e Rafael Chorão. O São Caetano respondeu. Após falta cobrada por Alex Reinaldo, Sandoval desviou, mas o gol foi anulado. Na sequência, Carlão ganhou dividida e parou no goleiro Renan Rocha, que fechou bem o espaço e fez a defesa.

A chuva, que se iniciou pouco antes da partida, aumentou e com isso os jogadores começaram a ter dificuldades na criação das jogadas. O Bragantino propôs mais o jogo, enquanto o São Caetano ameaçava nas bolas paradas.

Na melhor chance do Bragantino no primeiro tempo, Rafael Grampola perdeu o gol sem goleiro após uma cobrança de falta aos 35 minutos. O castigo não demorou. Aos 40, Alex Reinaldo cruzou a zaga bragantino não conseguiu afastar e Paulinho Santos, titular porque Ferreira estava suspenso, encheu o pé para fazer 1 a 0 para o time do ABC.

O segundo tempo começou sem chuva e com o Bragantino com tudo em busca do empate. Logo no segundo minuto, Adriano Paulista ganhou da marcação e rolou para Rafael Grampola, que chutou para fora e perdeu grande chance para o alvinegro. Aos quatro, o camisa 9 se redimiu. Após escanteio a bola ficou viva na área do São Caetano e Grampola acertou belo voleio, sem chance de defesa para Paes.

O gol aqueceu a partida e os técnicos Luis Carlos Martins e Alberto Félix optaram por mexer nas equipes. O treinador do time azulino tirou o volante Paulinho Santos para colocar o centroavante Lincom, aos 12. Dez minutos depois, o camisa 18 brigou na grande área e dividiu com a marcação. A bola sobrou para Régis, que chutou no canto esquerdo de Renan para colocar o São Caetano novamente em vantagem.

O Bragantino sentiu o gol e o São Caetano passou a dominar as ações em busca de matar a partida. Em cobrança de falta, Alex Reinaldo exigiu boa defesa de Renan Rocha aos 27 minutos. Dez minutos depois, Esley fez falta e acabou expulso.

Com um a mais o Bragantino se lançou ao ataque, mas pouco conseguiu ameaçar o goleiro Paes. O São Caetano soube se segurar para ganhar a Série A2 pela segunda vez em sua história – a primeira foi em 2000 – e encerrar um jejum de 13 anos sem título. De quebra, o time volta ao cneário nacional em 2018, quando disputará a Copa do Brasil em virtude da conquista da A2.

São Caetano 2×1 Bragantino
Data: 06/05
Hora: 19h30
Estádio: Anacleto Campanella, em São Caetano do Sul

São Caetano: Paes; Alex Reinaldo, Sandoval, Eduardo Luiz e Bruno Recife; Esley, Régis, Paulinho Santos (Lincom) e Paulo Vinícius; Carlão e Ermínio (Norton)
Técnico: Luis Carlos Martins

Bragantino:
Renan Rocha; Bruno Oliveira (Kellyton), Gilberto, Guilherme Mattis e Fabiano; Adenílson (Wellington), Edson Sitta, Rafael Chorão e Vitor; Adriano Paulista (Anderson Lessa) e Rafael Grampola
Técnico: Alberto Félix

Árbitro: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza
Árbitro Assistente 1: Anderson Jose de Moraes Coelho
Árbitro Assistente 2: Bruno Salgado Rizo
Quarto Árbitro: Salim Fende Chavez
Gols: Paulinho Santos (SCA, aos 40min do 1ºT), Rafael Grampola (BRA, aos 4min do 2ºT), Régis (SCA, aos 22min do 2ºT)
Cartões Amarelos: Esley, Diogo Rangel e Lincom (SCA); Adenilson, Edson Sitta e Gilberto (BRA)
Cartão Vermelho: Esley (SCA)
Penalty

Notícias Relacionadas