Palmeiras vai atrás de Cuca e diz que Eduardo Baptista ”não evoluiu”

Horas depois de comunicar a Eduardo Baptista sua demissão na Academia de Futebol, o presidente do Palmeiras voltou ao centro de treinamento na manhã desta sexta-feira(5) para justificar a decisão em entrevista coletiva. Segundo Maurício Galiotte, o técnico não atingiu as metas traçadas no início da temporada, quando apresentado.

Eduardo Baptista foi demitido após a derrota para o  Jorge Wilstermann (Foto: Reprodução/Palmeiras)
Eduardo Baptista foi demitido após a derrota (Foto: Reprodução/Palmeiras)

– O Eduardo iniciou em janeiro conosco, nós tínhamos um planejamento. No decorrer dos meses, não atingimos a evolução esperada e necessária. O futebol é dinâmico, e entendemos que precisamos de ajustes para atingir nossas metas. Esse é o principal motivo para a mudança – disse o dirigente, que recentemente chegou a bancar a permanência do treinador até o final do contrato, em dezembro.

– O que foi perguntado naquele momento foi se o Eduardo ia continuar. Eu respondi que ele tinha contrato até o final do ano – argumentou.

Anunciado em 16 de dezembro do ano passado, Eduardo comandou o time em 23 jogos, com 14 vitórias, quatro empates e cinco derrotas – aproveitamento de 66,6%. Na arena, não foi derrotado: oito vitórias e dois empates. Deixa a equipe na liderança do seu grupo na Libertadores, mas eliminado na semifinal do Campeonato Paulista.

– Perdemos para a Ponte Preta. Não foi aquele momento, mas ali nós nos distanciamos daquilo que foi planejado (título paulista). Temos objetivos, e, por isso, trocamos o comando neste momento do ano – afirmou Galiotte.
O favorito para assumir a vaga é Cuca, que deixou o Palmeiras no final da temporada passada por razões particulares depois de ter sido campeão brasileiro. Questionado sobre o assunto, o presidente desconversou.

– Em relação ao nome para substituir, vamos a partir deste momento trabalhar internamente. Não vou comentar hoje sobre o futuro técnico, até porque esse trabalho se inicia daqui a pouco – comentou, reconhecendo, no entanto, que quer um substituto “o mais rápido possível”.

Fonte: Globoesporte.com/Felipe Zito e Tossiro Neto

Notícias Relacionadas