970×90

Festival de Cinema Indígena está com as inscrições prorrogadas

 O Cine Kurumin surge das experiências de exibição em aldeias indígenas durante oficinas de cultura digital realizadas pela rede de comunicação indígena Espalha Semente. (Foto: Divulgação)
O Cine Kurumin surge das experiências de exibição em aldeias indígenas durante oficinas de cultura digital realizadas pela rede de comunicação indígena Espalha Semente. (Foto: Divulgação)

A 6ª edição do Cine Kurumin, o principal festival de cinema indígena do Brasil, prorrogou suas inscrições até o dia 20 de março. O evento está previsto para acontecer em Salvador, de 12 a 16 de julho, e na aldeia Tupinambá da Serra do Padeiro – Bahia, de 16 a 19 de agosto. Pela primeira vez, a mostra terá filmes nacionais e internacionais, selecionados por uma chamada pública. Filmes de longa, média ou curta metragem, de qualquer gênero e formato, podem ser inscritos, incluindo vídeos feitos por câmeras em celulares e câmeras digitais, desde que finalizados a partir de janeiro de 2014.

A comissão de seleção da Mostra Competitiva será formada por curadoras e curadores escolhidos pelo festival. Um conjunto mínimo de cinco produções será selecionado para exibição na mostra competitiva de longa ou média-metragem. Um mínimo de dez produções participará da mostra competitiva de curtas-metragens. O melhor filme de longa ou de média-metragem receberá R$ 2 mil; o prêmio para melhor curta é de R$ 1mil e o melhor filme indígena escolhido pelo público da aldeia Tupinambá terá a premiação no valor de R$ 2 mil.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no site do Cine Kurumin até 20 de março de 2017. O festival tem apoio financeiro do Governo do Estado via Fundo de Cultura da Bahia, da Secretaria da Fazenda e de Cultura e é produzido pela Portátil Produtora e realizado pela rede Espalha Semente.

Notícias Relacionadas