Empresa da Lava Jato pode levar ativos da Petrobras

CLÁUDIO HUMBERTO

A Pampa Energia, que comprou os ativos da Petrobras Argentina pela ninharia de US$897 milhões em julho passado, ofereceu vender os bens que eram da estatal brasileira à multinacional Trafigura, da qual era executivo Mariano Ferraz, empresário brasileiro preso na Lava Jato por pagar propina para garantir negócios na estatal. A venda da BR Argentina é investigada em ação popular na Justiça do Rio de Janeiro.

Segundo a ação judicial, a venda da Petrobras para a Pampa provocou prejuízo imediato de US$ 1 bilhão (R$ 3 bilhões) à estatal brasileira.
Segundo a ação judicial, a venda da Petrobras para a Pampa provocou prejuízo imediato de US$ 1 bilhão (R$ 3 bilhões) à estatal brasileira.

INTERESSADOS
O Citibank, em nome da Pampa, contatou quatro grandes investidores que poderiam estar interessados no negócio. Um deles é a Trafigura.

ENROLADA NA LAVA JATO
A Trafigura é especializada em petróleo e derivados. A empresa faturou R$ 8,6 bilhões com a Petrobras em 15 anos e é enrolada na Lava Jato.

SEU DINHEIRO
Segundo a ação judicial, a venda da Petrobras para a Pampa provocou prejuízo imediato de US$ 1 bilhão (R$ 3 bilhões) à estatal brasileira.

MUITO ESTRANHO
A Pampa comprou a operação da Petrobras na Argentina por US$ 897 milhões em 4 de maio. Dilma foi afastada da Presidência no dia 12. (Coluna de Cláudio Humberto. Clique AQUI e leia mais)

Notícias Relacionadas