Polícia diz que não registrou homicídios durante Furdunço

Durante a realização do Furdunço, neste domingo (19), não houve casos de mortes registradas na área da Barra e região. As ações das polícias Civil e Militar acarretaram em três prisões em flagrantes registradas na 14ª Delegacia Territorial (DT/Barra) e nos três Postos Policiais Integrados (PPIs) instalados no Farol da Barra, na rua Ayrosa Falcão e Morro do Gato.

Mais de um milhão de pessoas participaram  do Furdunço, na Barra. (Foto: Reprodução)
Mais de um milhão de pessoas participaram do Furdunço, na Barra. (Foto: Reprodução)

Moradores de um edifício residencial tiveram prejuízos durante a passagem do Furdunço. A festa, que durante cerca de 10 horas reuniu mais de um milhão de pessoas no Circuito Orlando Tapajós, marcou o pré-carnaval na capital baiana. A situação ocorreu no edifício Barralândia, que fica na Rua Arthur Neiva. Uma grade e o tapume de alumínio – objeto de proteção usado quando ocorrem grandes eventos na região-, foram derrubados pela multidão que invadiu o prédio. Um carro chegou a ter a carroceria amassada.

Segundo a polícia, três pessoas foram autuadas em flagrante e um menor que portava um simulacro de arma foi apreendido e encaminhado para a Delegacia do Adolescente Infrator (DAI).

Nas três unidades foram computadas 64 ocorrências, sendo 35 furtos (simples e qualificado), 11 de roubos, 14 perdas de documentos, uma lesão corporal, uma via de fato (briga) e dois encaminhamentos por desacato. Já no Fuzuê foram anotados apenas seis casos, sendo três furtos simples e três de documentos perdidos.

Notícias Relacionadas