Coronel é eleito presidente da Assembleia e agradece a ACM Neto pelo apoio

Dando fim a um ciclo de cinco mandatos consecutivos do deputado Marcelo Nilo (PSL), Ângelo Coronel (PSD) foi eleito nesta quarta-feira (1) presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba). Concorrendo como candidato único, com apoio da situação e da oposição, ele foi eleito com 57 votos.

Ângelo Coronel Coronel já preside, nesta quinta (2) às 10 horas, a sessão de abertura dos trabalhos na Assembleia Legislativa .
Ângelo Coronel Coronel já preside, nesta quinta (2) às 10 horas, a sessão de abertura dos trabalhos na Assembleia Legislativa. (Foto: Reprodução/A Tarde)

No discurso de agradecimento pelos votos recebidos, o deputado Ângelo Coronel destacou, primeiro, o apoio “fundamental” do prefeito ACM Neto (DEM). O governador Rui Costa e o ex-governador Jaques Wagner só foram citados no final da lista.

“Quero agradecer ao querido amigo prefeito de Salvador, ACM Neto pela torcida e pelo apoio que me concedeu nesta jornada, responsável direto pelo convencimento dos colegas da oposição me apoiarem, sem o qual não seria possível esta vitória”, afirmou Coronel.

Coronel obteve um feito que até pouco tempo era considerada improvável, o de impedir a sexta reeleição consecutiva de Marcelo Nilo (PSL) para o cargo. O atual presidente desistiu de concorrer na véspera do pleito, após um telefonema do governador Rui Costa, que trabalhou para afunilar uma candidatura única e evitar desgastes na sua base.

O terceiro candidato ao pleito, o deputado Luiz Augusto (PP), já havia desistido em favor de Coronel, mediante um acordo de cavalheiros. Como resultado, ele conseguiu ser consagrado como primeiro vice-presidente. Para a segunda presidência foi eleito Carlos Geilson (PMDB), para a terceira Alex Lima (PTN) e para a quarta Manassés (PSL).

A primeira secretaria será ocupada pelo deputado Sandro Régis (DEM), a segunda por Aderbal Caldas (PP), a terceira por Fabrício Falcão (PC do B) e a quarta por Luciano Simões (PMDB).

Notícias Relacionadas