Com base de Rui Costa rachada, Nilo vê disputa na Assembleia pegar fogo.

Em meio ao clima que fervilha na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), com três candidaturas governistas à presidência da Casa, incluindo a sua, o atual comandante do Legislativo, deputado Marcelo Nilo (PSL), continua calado. E deve permanecer assim pelo menos até amanhã, véspera da eleição.

Marcelo Nilo acha que vai ganhar de novo. Seria sua sexta reeleição como presidente da Assembleia Legislativa da Bahia.
Marcelo Nilo acha que vai ganhar de novo. Seria sua sexta reeleição como presidente da Assembleia Legislativa da Bahia.

Nilo não quer comentar a já aparente rachadura na base do governador Rui Costa (PT), pois os três candidatos são do bloco.Além de Nilo, querem o comando da Assembleia os deputados Ângelo Coronel (PSD) e Luiz Augusto (PP).

Na última fala pública sobre o assunto, num almoço de adesão à sua candidatura, na última sexta-feira (27), Marcelo Nilo disse que estava tranquilo, e que já conta com apoio de 30 parlamentares e espera adesão da bancada da minoria.

“Estou com muita esperança de eles me apoiarem. Sempre respeitei a oposição na Casa, tenho uma boa relação com todos os deputados”. Ainda sem a adesão da oposição, Marcelo Nilo diz que já tem 30 votos assegurados. “Os 30 companheiros estão me apoiando. É óbvio que a eleição é secreta, e eu gostaria de dizer a vocês da imprensa que a relação pessoal pesa muita na hora do voto. Então eu estou convencido de que eu terei esses 44 votos”. (Tribuna da Bahia)

Notícias Relacionadas