Confira a lista dos políticos baianos citados na delação da Odebrecht

As 77 delações executivos e ex-funcionários da Construtora Odebrecht homologadas nesta segunda-feira (30) pela presidente do STF, Cármen Lúcia, inclui 18 políticos da Bahia. O ex-governador do Estado e ex-ministro da Casa Civil de Dilma Roussef, Jaques Wagner, do PT, lidera a lista como o que mais recebeu da Odebrechet, segundo o delação de Cláudio Melo Filho. Wagner teria recebido R$ 10,5 milhões.

“Seja nos mandatos como governador da Bahia, seja como ministro, há diversos exemplos de atuação de Wagner em favor da empresa, como no recebimento de créditos de INSS e edição de uma MP”, diz o delator Melo Filho. Wagner também recebeu dois relógios da Odebrecht, um com valor aproximado de US$ 20 mil e outro com valor aproximado de US$ 4 mil, relata.

O governador Rui Costa também aparece na delação de Cláudio Melo Filho, que não esclarece o valor que teria sido pago ao chefe do executivo baiano. Depois de Wagner, o ex-ministro de Lula e de Michel temer, Geddel Vieira Lima, surge na delação de Melo Filho teria recebido da empreiteira entre R$ 5,38 milhões e R$ 5,88 milhões. O irmão de Geddel, Lúcio Vieira Lima, teria sido contemplado com a quantia de R$ 1,9 milhão.

Confira a relação completa dos políticos baianos que estão na delação da Odebrecht:

listadosbaianos-odebrecht

Notícias Relacionadas