PT quer ficar com a chave do cofre da Câmara

CLÁUDIO HUMBERTO

Após comandar o maior escândalo de corrupção da História, o PT articula acordo para apoiar a reeleição de Rodrigo Maia para presidente da Câmara. A exigência do partido é controlar a primeira-secretaria, que administra o orçamento de R$ 5,2 bilhões. Os petistas estão fora da Mesa Diretora desde 2015, quando Dilma deu ouvidos ao então ministro Aloizio Mercadante e fez o PT enfrentar Eduardo Cunha.

O PT articula acordo para apoiar a reeleição de Rodrigo Maia para presidente da Câmara. (Foto: Agência Brasil).
O PT articula acordo para apoiar a reeleição de Rodrigo Maia para presidente da Câmara. (Foto: Agência Brasil).

MUITO PODEROSA
A primeira-secretaria tem poder: cuida do Orçamento da Câmara, da nomeação dos servidores comissionados, da posse de diretores etc.

SEM AS BOQUINHAS
Com a eleição de Eduardo Cunha, o PT ficou pela primeira vez de fora da Mesa Diretora, desde 2003.

FILA DO DESEMPREGO
O PT também não conseguiu comandar uma só comissão permanente da Câmara, cujos cargos fazem falta à militância hoje desempregada.

MUITAS BOQUINHAS
O gabinete do primeiro-secretário da Câmara acomoda 17 cargos de até R$17 mil mensais, e ainda pode nomear dezenas de outros. (Coluna de Cláudio Humberto. Clique AQUI e leia Mais.)

Notícias Relacionadas