Saulo e Larissa Luz participam de programa em homenagem à Tropicália

Em 2017, o Tropicalismo completa 50 anos e para homenagear e celebrar em grande estilo o movimento que mudou e revolucionou a história da música e da cultura brasileiras, a TV Bahia exibe, com exclusividade, uma edição especial do programa Aprovado. Misturando linguagens de musical e documentário, o especial vai ao ar na manhã do próximo dia 07 de janeiro, sábado. O evento de lançamento foi realizado no último dia 16 de dezembro, na Casa do Sol, estúdio de Verão da TV Bahia, localizado na Barra.

"Gritos" terá a participação de Saulo e será exibido dentro do programa Aprovado, às 8h15, (Foto: Divulgação)
“Gritos” terá a participação de Saulo e será exibido dentro do programa Aprovado, às 8h15, (Foto: Divulgação)

“Gritos” será exibido dentro do programa Aprovado, às 8h15, e será composto por entrevistas, dramaturgia, números musicais e clipes que homenageiam a Tropicália. Entre as participações especiais estão o Coletivo de artistas do Vale do Capão; o produtor musical e folclorista Roberto Santana; o músico Capinam; o cantor e compositor Tuzé de Abreu; os cantores Saulo, Larissa Luz, Rebeca Matta e Ronei Jorge; os atores Maria Moniz e Dody So; e a cantora e compositora Mariella Santiago.

“Nesse especial, buscamos a diversidade e o colorido, ao juntar pessoas de várias artes. Não é uma releitura, pois sabemos que não teria como buscamos simplesmente homenagear o movimento da melhor forma possível”, relata o gerente de criação e conteúdo da Rede Bahia, Sérgio Siqueira, que também é o idealizador e diretor geral do especial. “A Tropicália ousou, experimentou, coloriu. Ela é o nosso espelho e por isso deve ser comemorada. Ao fazer isso estamos dando um viva à diversidade, à experimentação e à arte e a um movimento que não teve medo de compartilhar e agregar diversas correntes artísticas”, completa.

O nome “Gritos” é uma referência a uma dupla de palhaços que faziam um espetáculo em uma Feira de uma pequena comunidade do interior da Bahia. A cada número, a plateia aplaudia o resultado das brincadeiras. Porém, quando os dois palhaços queriam a catarse – momento de gritaria quando uma estrela aparece no palco – levantavam uma placa na qual se lia “GRITOS”. Esse momento era seguido de intensa gritaria, semelhante ao que acontecia quando The Beatles surgia. “Nada mais Tropicalista”, revela Sérgio Siqueira.

Notícias Relacionadas