Veículos do Estado tem sistema de combustível convertido para Gás Natural

O contrato para instalação dos kits vai contemplar 17 órgãos públicos estaduais
O contrato para instalação dos kits vai contemplar 17 órgãos públicos estaduais

Um total de 45 veículos Estado foi transformado para Gás Natural Veicular (GNV), nos últimos trinta dias, fruto de um convênio da Secretaria da Administração (Saeb) com a empresa Bahiagás, para conversão de 140 carros da frota estadual para GNV. Os automóveis já estão rodando nas ruas, gerando uma economia de cerca de 50% no custo de combustível, em comparação com consumo de gasolina. Os outros 95 veículos restantes vão ser modificados no início de 2017.

O contrato para instalação dos kits vai contemplar 17 órgãos públicos estaduais, pertencentes à administração direta e indireta do poder executivo. A conversão para GNV será feita em veículos leves, movidos à gasolina/álcool, a exemplo de Ecosport, Fiesta, Palio e Sandero. O custo médio para a instalação de um kit de gás natural foi estimado em R$ 5,7 mil. Os veículos que vão ser modificados pertencem à frota própria do Estado, que possui 4.679 unidades.

O secretário da Administração, Edelvino Góes, ressaltou a economia gerada para o Estado pelo projeto, além do ganho ambiental. “O convênio traz uma vantagem econômica expressiva para o Estado, além da melhora de qualidade do meio ambiente, com da diminuição da emissão de poluentes na atmosfera”, destacou. Já para o diretor-presidente da Bahiagás, Luiz Gavazza, a assinatura do convênio é uma das principais etapas do Programa +GNV, que compreende uma série de iniciativas visando à expansão do mercado do combustível. “O segmento do GNV é muito importante para a Bahiagás e também para o desenvolvimento do Estado. A oferta de combustível mais barato possibilita a ampliação dos deslocamentos de pessoas e produtos, e, por conseguinte, a dinamização da economia nas regiões alcançadas pela iniciativa”, pontuou.

Notícias Relacionadas