Salvador registra 19 casos de doença misteriosa e Saúde emite alerta

Pequisador  Gúbio Soares, da UFBa:  "A suspeita maior é que parechovirus seja o responsável pelo surto, já que as dores provocadas por ele são mais fortes''. (Foto: Imagem/TV Bahia/Reprodução)
Pequisador Gúbio Soares, da UFBa: “A suspeita maior é que parechovirus seja o responsável pelo surto, já que as dores provocadas por ele são mais fortes”. (Foto: Imagem/TV Bahia/Reprodução)

Uma doença ainda não esclarecida vem alarmando os moradores de Salvador neste mês: pelo menos 19 pessoas apresentaram fortes dores musculares e urina turva nos últimos dias, segundo informações da Secretaria Municipal Saúde (SMS). Ainda não há informações da situação em outras cidades da Bahia. Apesar do surgimento de novos casos, o órgão informa que é necessário aguardar o resultado das pesquisas. O infectologista Antônio Bandeira, que acompanha casos em um hospital particular de Salvador, apontou que até sexta-feira (16) havia atendido 12 pacientes com os sintomas. Até a quinta-feira (15), eram nove casos.

Segundo a coordenadora municipal de Vigilância em Saúde, Isabel Guimarães, um boletim epidemiológico sobre a doença misteriosa foi emitido na sexta-feira a noite. “Com o alerta, solicitamos às unidades e a rede hospitalar que qualquer pessoa que desse entrada com mialgia súbita sem nenhuma causa aparente que fosse notificado e até o momento temos 19 pessoas que estão sendo investigadas”.

A suspeita de que peixes contaminados está transmitindo a doença não está descartadas. Exames identificaram sinais de vírus em amostras colhidas em quatro pacientes. O laboratório de virologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA), coordenado pelo professor Gúbio Soares, já analisou amostras de urina, fezes e sangue de o pacientes que apresentaram os sintomas, como fortes dores que começam no pescoço e nas costas, e que em 24 horas se espalham para braços e pernas. A suspeita levantada pelas pesquisas é que a doença seja causada elo enterovirus tipo “b” ou pelo parechovirus humano. Os dois provocam mialgia, que são as dores musculares.

Notícias Relacionadas