Banqueiro teria se beneficiado com embargo do edifício do caso Geddel

CLÁUDIO HUMBERTO

Deputados do PMDB ligados a Lúcio Vieira Lima, irmão do ex-ministro Geddel, vão pedir à Polícia Federal para investigar as relações do ex-ministro da Cultura Marcelo Calero com o banqueiro Eduardo Mariani. Insinuam que o banqueiro é o beneficiado pelo embargo do edifício La Vue, onde Geddel comprou apartamento. Depois de pronto, o prédio de 28 andares faria sombra ao Morro Mariani, propriedade do banqueiro.

O banqueiro  Eduardo Mariani seria o beneficiado pelo embargo do edifício La Vue, onde Geddel comprou apartamento.
O banqueiro Eduardo Mariani seria o beneficiado pelo embargo do edifício La Vue, onde Geddel comprou apartamento.

REUNIÃO SUSPEITA
Em dezembro de 2015, diz a denúncia, quando o embargo foi imposto, o banqueiro se reuniu com dirigentes do Iphan nacional e da Bahia.

TOMBAMENTO
O embargo na obra do prédio na Ladeira da Barra, em Salvador, é justificado por ofender sítio tombado como patrimônio histórico.

ELE TAMBÉM PRESSIONA
O presidente da CPI da Lei Rouanet, deputado Alberto Fraga (DEM-DF), acusa Marcelo Calero de fazer lobby contra sua instalação.

OLHO NO PALANQUE
A cada dia que passa, com declarações cada vez mais políticas, o ex-ministro da Cultura deixa claro que pretende ser candidato em 2018. (Coluna de Cláudio Humberto. Clique AQUI e leia mais).

Notícias Relacionadas