Ministério Público Federal denuncia três em Camaçari por evasão de divisas

Os réus retiraram da conta recursos equivalentes a mais de R$ 370 mil, que foram transferidos a uma empresa brasileira.
Os réus retiraram da conta recursos equivalentes a mais de R$ 370 mil, que foram transferidos a uma empresa brasileira.

O Ministério Público Federal (MPF) na Bahia denunciou três pessoas por evasão de divisas em Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador, a 41 quilômetros da capital. José Carlos Siqueira, Verônica Ana Torres e David Stephen Green — este, cidadão britânico — são acusados de manterem, pelo menos entre 2005 e 2007, conta bancária no exterior com pagamentos não declarados à Receita Federal e ao Banco Central.

A denúncia, oferecida no dia 20 de agosto, foi recebida pela Justiça Federal em 2 de setembro, e anunciada nesta sexta-feira (24) pela Assessoria de Comunicação do MPF na Bahia. De acordo com o MPF, os três acusados constituíram, em 2004, a BPS Brasil Incorporadora Ltda. — empresa administrada por Torres e Green com autorização de Siqueira.

Por meio dela, venderam unidades do condomínio de imóveis Apart Hotel Cancun Vilas, situado na Praia de Itacimirim, em Camaçari, a diversos cidadãos britânicos, e depositaram os pagamentos em conta mantida no Reino Unido — sem o devido registro no Banco Central ou na Receita Federal, o que configura crime de evasão de divisas.

Segundo documentos obtidos na investigação, somente entre junho e julho de 2006 os réus retiraram da conta recursos equivalentes a mais de R$ 370 mil, que foram transferidos a uma empresa brasileira. O MPF apurou, no entanto, que não há registro de entrada de quaisquer recursos no Brasil, nem sequer daqueles supostamente destinados à construção dos imóveis.

Notícias Relacionadas

1 Comentário

  1. Vladislau Neri

    O DNIT AQUI EM RIBEIRA DO POMBAL – BAHIA , ESTÁ INDUZINDO AOS MOTORISTAS PRATICAREM INFRAÇÕES DE TRÂNSITO . COLOCAM DUAS PLACAS PRÓXIMAS INDICANDO VELOCIDADES DIFERENTES , ASSIM CAUSANDO CONFUSÃO ENTRE OS CONDUTORES , E PROVOCAM O ATO DE INFRAÇÃO PARA APLICAREM MULTAS .

    ABSURDO !!!

Comentários estão suspensos