Wagner toma posse no “Conselhão” em solenidade presidida por Rui Costa

Foto: Manu Dias/GOVBA
Assessoria do governo diz que o cargo de Wagner não dá foro privilegiado a Wagner, que é investigado da Lava Jato. (Foto: Manu Dias/GOVBA)

O ex-ministro e ex-governador da Bahia Jaques Wagner foi empossado nesta segunda-feira (21) no cargo de coordenador executivo do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (Codes), denominado de “Conselhão”. Inicialmente Wagner estava sendo cotado para ser titular de alguma secretaria estadual. Embora o órgão esteja diretamente vinculado ao gabinete do governador, o cargo não dá foro privilegiado a Jaques Wagner, que é investigado da Lava Jato e com processo nas mãos do juiz Sérgio Moro.

A solenidade de posse foi presidida pelo governador Rui Costa. Familiares, amigos e lideranças políticas locais, estaduais e federais prestigiaram a cerimônia, realizada no Salão de Atos da Governadoria, em Salvador. O ex-governador terá a missão de auxiliar o Poder Executivo Estadual na elaboração de políticas e estratégias que ”promovam o desenvolvimento sustentável em todas as regiões da Bahia”.

Rui Costa explicou que por meio do ‘Conselhão’, que é ormado por 45 representantes de diferentes segmentos sociais qualquer cidadão pode fazer sugestões e avaliar o cotidiano do governo, além de sugerir ações que melhorem a geração de emprego e o desenvolvimento econômico.

“Nosso planejamento é que a partir de 2017 o Conselho de Desenvolvimento Econômico possa circular o estado da Bahia, junto com as secretarias de Desenvolvimento [Econômico], Desenvolvimento Rural, Planejamento e Agricultura, para ouvir propostas dos produtores, dos empresários, dos comerciantes e dos estudantes, para que possamos melhorar o desenvolvimento em cada canto da Bahia”.

Leia também:

Wagner é todo de Sérgio Moro; Rui Costa não nomeia antecessor secretário

Malandragem de Jaques Wagner pode ser anulada no STF

Notícias Relacionadas