Polícia Federal deflagra operação na Bahia contra comércio de arma de fogo

Ao todo, são cumpridos sete mandados de busca e apreensão. em Salvador, Feira de Santana e Serrinha.
Ao todo, são cumpridos sete mandados de busca e apreensão. em Salvador, Feira de Santana e Serrinha.

A Polícia Federal deflagou nesta terça-feira (8) em Salvador, Feira de Santana e Serrinha uma operação para desarticular uma quadrilha que atua no comércio ilegal de armas de fogo no estado. Denominada de “Hefestus”, a operação cumpre sete mandados de busca e apreensão.

De acordo com as investigações, a organização criminosa fraudava processos administrativos de aquisição e registros de armas da própria Polícia Federal, para “esquentar” as vendas ilegais. Para isso, o grupo tinha o apoio de uma loja de armas constituída legalmente, sediada em Feira de Santana, além de despachantes, instrutores de tiro e servidores públicos – um deles integrante da Polícia Federal.

A loja de armamentos vendeu em um ano mais de 50 pistolas calibre 380 sem autorização da PF. Os investigadores preveem, no entanto, que o número de armas vendidas ilegalmente seja muito maior. Durante a apuração do caso, a Polícia Federal recuperou 07 pistolas calibres 380 vendidas ilegalmente para os beneficiários do esquema na Bahia.

Os demais compradores já foram identificados, e as armas vendidas de forma irregular devem ser recuperadas em breve. Os envolvidos responderão por diversos crimes, como organização criminosa, comércio ilegal de arma de fogo, posse irregular de arma de fogo de uso permitido, inserção de dados falsos em sistemas de informações e falsidade ideológica. Cerca de 40 policiais participam da ação.

Notícias Relacionadas