Limite de gastos: governo já conta 54 votos.

CLÁUDIO HUMBERTO

O Palácio do Planalto alimenta a expectativa de votação confortável, na aprovação da proposta de emenda à Constituição que fixa limite para os gastos públicos. São necessários 49 votos para aprovar a PEC no Senado, mas as estimativas variam de 54 a 60 votos. Na Comissão de Constituição e Justiça, a PEC deve ser aprovada por 19×8, segundo levantamento. Na CCJ ou no plenário, o apoio se situa nos 66%.

São necessários 49 votos para aprovar a PEC no Senado (Foto: Agência Senado)
São necessários 49 votos para aprovar a PEC no Senado (Foto: Agência Senado)

MINISTROS OTIMISTAS
Os ministros que atuam na articulação política são muito otimistas, acreditando que, no plenário, e PEC será aprovada por 60 senadores.

OPOSIÇÃO FRAGILIZADA
Com a desmoralização do PT nas eleições, o governo não acredita que a oposição conseguirá apoio para barrar a proposta de emenda.

TREINO É TREINO
O Planalto define o teto dos gastos públicos como treino para o “clássico” que será a discussão da reforma da Previdência Social.

FOCO NA PREVIDÊNCIA
O presidente Michel Temer lembra dia sim, outro também, que é preciso aprovar a reforma da Previdência no 1º semestre de 2017. (Coluna de Cláudio Humberto. Clique AQUI e leia mais)

Notícias Relacionadas