Pesquisa: 69% desaprovam invasões a escolas.

Levantamento feito pelo Paraná Pesquisa revela: 69% da população rejeita as invasões às escolas públicas em todo o país. Realizada entre os dias 1 e 3 de novembro, durante o período de “desocupação” dos órgãos públicos, a pesquisa também indica que 84,2% acreditam que os estudantes deveriam “desocupar as escolas e adotar outras formas de se manifestar”. Apenas 28,3% concordam com as invasões.

Apenas 28,3% concordam com as invasões. (Foto: Reprodução)
Apenas 28,3% concordam com as invasões. (Foto: Reprodução)

MOTIVAÇÃO POLÍTICA
Segundo a pesquisa, 66,1% acreditam que “motivações políticas” e “partidos políticos” estão por trás do movimento de invasões.

É VÁLIDO
Apesar de a maioria não concordar com as invasões às escolas, 62,2% consideram “válidos” os motivos que levaram os estudantes a protestar.

E O POR QUÊ?
Para 21,6% dos entrevistados são desconhecidos os motivos dos alunos para invadirem escolas públicas no Brasil.

DADOS DA PESQUISA
O Paraná Pesquisa entrevistou 1.418 pessoas em 68 municípios do Paraná entre os dias 1 e 3 de novembro. A margem de erro é de 2,5%. (Coluna de Cláudio Humberto. Clique AQUI e leia mais).

Notícias Relacionadas

1 Comentário

  1. DanAQ

    Não adianta lutar contra o PODER CORROMPIDO.

    Governo corrupto, autoridades corruptas, IMPRENSA CORRUPTA. É UM PODER MONSTRUOSO E SUPREMO.

    Enquanto ninguém bancar estes protestos com milhões de reais em CAMPANHAS EDUCATIVAS direcionadas ao POVO, distribuindo panfletos, comerciais de RÁDIO, TV e PERIÓDICOS de LIVRE E FÁCIL ACESSO da população….

    JÁ PERDERAM…

    Já sugestionei aos estudantes que entrem em contato com os “FORMADORES DE OPINIÃO”. Estes “ARTISTAS”, MÚSICOS”, JOGADORES DE FUTEBOL. Que entrem nas redes SOCIAIS DESTES MERCENÁRIOS que FATURAM constantemente des”educando” o povo em consumir sem nenhuma RESPONSABILIDADE SOCIAL, e forcem estes “FORMADORES DE OPINIÃO” a tomar algum partido.

    Acham que “ELES” estarão a FAVOR do povo sendo excluídos da mídia ou CONTRA tendo vasta visibilidade na mídia?

    DanAQ, 20161108

Comentários estão suspensos