CBF demite Vadão da Seleção Feminina e Emily Lima é anunciada como técnica

A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) anunciou nesta terça-feira (1º) a saída de Oswaldo Alvarez, o Vadão, que comandava a Seleção Brasileira Feminina de Futebol desde abril de 2014. Ele será substituído por Emily Lima, 36 anos, que dirigia o time feminino do São José EC, vice-campeão da Copa do Brasil da modalidade há menos de uma semana.

Emily Lima será a primeira mulher a comandar uma seleção brasileira na categoria principal. (Foto: CBF/Divulgação)
Emily Lima será a primeira mulher a comandar uma seleção brasileira na categoria principal. (Foto: CBF/Divulgação)

Será a primeira vez na história que a Seleção Brasileira Feminina tem uma mulher em seu comando. Emily Lima, ex-jogadora de futebol, terá sua estreia à frente da equipe nacional em dezembro deste ano, no Torneio Internacional de Manaus, em que enfrentará Rússia, Itália e Costa Rica.

Nascida em São Paulo, Emily começou a jogar futebol ainda criança, e desde cedo teve o apoio de sua mãe, Oneida, seu irmão Weber e de seu pai, Antônio. Aos 13 anos chegou à equipe do Saad Esporte Clube (SP). Passou pelo São Paulo (SP), São Bernardo (SP), Barra de Teresópolis (RJ) e Veranópolis (RS). Em 2003, foi convidada a jogar na Espanha, onde atuou por cinco anos, até ir para a Itália. Devido a uma série de lesões no joelho, parou de jogar precocemente aos 29 anos. Como jogadora, Emily fez parte da primeira Seleção Brasileira Sub-17, em 1997. Na categoria principal, entretanto, jogou como volante da seleção portuguesa de 2007 a 2009.

A primeira experiência fora das quatro linhas foi como supervisora e auxiliar técnica da Portuguesa em 2010. No ano seguinte, foi convidada pelo Juventus para comandar o time feminino. Em 2012, foi treinadora em uma parceria entre o clube e o São Caetano. Estes anos de trabalho a credenciaram a chegar nas categorias de base da Seleção Brasileira. No início de 2013, Emily Lima foi anunciada como a primeira treinadora de uma equipe nacional, na ocasião comandou a Sub-17, que se preparava para disputar o Sul-Americano da categoria.

Em 2014, a comandante pediu desligamento para se dedicar exclusivamente à equipe de São José dos Campos, tradicional no futebol feminino. À frente da equipe paulista, Emily foi vice-campeã da Copa do Brasil 2016 na última quinta-feira (27), em confronto emocionante com o Audax. Pela Águia do Vale, a treinadora conquistou os Jogos Abertos e dos Regionais de São Paulo de 2014 e 2015, além do Campeonato Paulista de 2014. Recentemente Emily fez o Curso Licença B da CBF Academy.

Na próxima quinta-feira (3), Emily Lima concederá sua primeira coletiva como treinadora da Seleção Brasileira Feminina, às 11h, na sede da CBF, no Rio de Janeiro.

Notícias Relacionadas