Transtorno para quem retorna pelo ferryboat deve ser ainda maior hoje

Usuários vão enfrentar longas filas hoje em Bom Despacho, no retorno pelo Sistema Ferryboat. (Foto: Jornal da Mídia)
Usuários vão enfrentar longas filas hoje em Bom Despacho, no retorno pelo Sistema Ferryboat. (Foto: Jornal da Mídia)

O transtorno para quem utilizou o Sistema Ferryboat para passar o São João na Ilha de Itaparica e em cidades próximas deve ser ainda maior no retorno a Salvador, neste domingo (26). Se os usuários que foram em veículos pegaram filas de seis a oito, a situação deve ser pior hoje, quando a maioria está retornando de cidades como Santo Antonio de Jesus e Amargosa, onde os festejos juninos reuniram milhares de pessoas.

Além da concentração de demanda em um único dias no ferryboat, o mau tempo complicou ainda mais a situação. Isso porque as lanchas que fazem a travessia Salvador-Mar Grande não estão operando hoje devido às péssimas condições de navegação na Baía de Todos os Santos, com ventos fortes e ondas de até 3 metros. Com isso, a travessia de passageiros do Sistema Ferryboat vai receber todo o fluxo de usuários das lanchas de Mar Grande.

Os usuários que utilizaram o ferryboat da concessionária Internacional Marítima se queixaram muito das longas filas e do tempo de espera exagerado, levando em consideração que a empresa diz ter nove navios para operar. Só que na prática, os horários são basicamente de uma em uma hora – dificilmente são colocados horários intercalados, com os ferries saindo de 30 em 30 minutos. Das 9 embarcações, praticamente só operam três – o ferries “Zumbi dos Palmares”, o “Dorival Caummi” e um dos mais antigos, que pode ser o “Juracy Magalhães”, já que os demais vivem atracados e desativados nos terminais.

Navegação Imprópria – A travessia de lanchas entre Salvador e Mar Grande foi suspensa hoje por conta do mau tempo. O sistema, que transportou milhares de passageiros na saída de Salvador durante o feriado de São João, não tem nenhuma previsão de ser retomado hoje, segundo informações da Astramab (Associação dos Transportadores Marítimos da Bahia).

“As condições de navegação na Baía de Todos os Santos estão totalmente impróprias, inviabilizando a operação segura das embarcações”, diz a Astramab em nota. A entidade que congrega os operadores das linhas de Mar Grande e Morro de São Paulo, além das escunas de turismo informa ainda que o tradicional passeio de escunas pelas ilhas da Baía de Todos os Santos foi suspenso desde ontem (25).

Morro de São Paulo – Já a linha de catamarã ligando Salvador ao Morro de São Paulo vai ser operada com conexão em Itaparica, já que as condições de navegação entre a capital e a Ilha de Tinharé estão impróprias em toda a sua extensão de aproximadamente 60Km. Com isso, os passageiros embarcam no Terminal Náutico e seguem de catamarã até Itaparica, de onde seguem de ônibua até a Ponta do Curral (Valença) e fazem uma pequena travessia até o Morro de São Paulo. Com conexão em Itaparica dura 3h e 20m, ou uma hora a mais que a viagem direta de catamarã. As saídas hoje para o Morro ocorrem às 8h30, 9h, 10h30, 13h e 14h.30.

Notícias Relacionadas