Erros da arbitragem tiram triunfo do Vitória contra a Ponte Preta

Kieza marcou o gol de empate do Vitória e teve um golaço mal anulado pelo ábitro. (Foto: EC Vitória/Divulgação)
Kieza marcou o gol de empate do Vitória e teve um golaço mal anulado pelo ábitro. (Foto: EC Vitória/Divulgação)

Dois erros grosseiros da arbitragem tiraram a chance do Vitória de vencer a Ponte Preta, na tarde deste domingo (26), pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Rubro-Negro teve dois gols mal anulados: de Kieza, com impedimento mal marcado, e Dagoberto, em lance que o árbitro Ricardo Marques Ribeiro considerou jogada de mão. O placar ficou 1 a 1: Potker para abriu o marcador para a Ponte e Kieza empatou.

Com o empate, o Vitória parou na 15ª posição, com 13 pontos. A equipe volta a campo na próxima quarta-feira, quando vai receber o Sport no Barradão. A Macaca é a 13ª da tabela, com um ponto a mais. Na próxima rodada, a equipe de Campinas vai ao Recife para enfrentar o Santa Cruz.

Sem poder contar com o atacante Marinho, que fraturou o nariz no treino de sábado, o técnico Vagner Mancini optou pela escalação do garoto Gabriel, revelação da divisão de base. Logo no início do jogo, a Ponte Preta saiu na frente com Potker. O atacante acreditou num lançamento longo, ganhou na corrida dos marcadores Ramon e Euler e tocou na saída de Fernando Miguel, aos 8 minutos.

Confira os melhores momentos e os gols mal anulados pelo árbitro:

O Vitória não acusou o golpe. Ao contrário, permaneceu tranqüilo, tocando a bola, procurando espaços para chegar ao gol. Finalmente, aos 21 minutos, ocorreu o empate o rubro-negro. Diego Renan cobrou falta na área e Kieza usou a coxa para mandar para o fundo da rede e marcar seu sexto gol no Brasileirão. Ele é o artilheiro do Vitória na competição.

No segundo tempo, a Ponte Preta teve a chance de passar à frente do marcador e Fernando Miguel defendeu o pênalti cobrado por Felipe Azevedo. A bola bateu no braço de Kanu e o árbitro, acertadamente, assinalou o pênalti. Foi a oitava defesa de Fernando em 12 pênaltis contra o rubro-negro.

O Vitória voltou jogando bem, pressionando e teve dois gols anulados erradamente por falhas da arbitragem. Aos 31 minutos, Dagoberto cruzou na medida para Kieza completar de cabeça, e o assistente marcou impedimento.

Nos acréscimos, Dagoberto, aos 50 minutos, dominou a bola para o peito na área e marcou o gol. Inexplicavelmente, o árbitro da FIFA Ricardo Marques invalidou o lance sob alegação que o jogador ajeitou com o braço.

O próximo compromisso rubro-negro será contra o Sport Recife, quarta-feira, 29, no Estádio Barradão, às 19h30, pela 12ª rodada.

VITÓRIA 1 X 1 PONTE PRETA

VITÓRIA
Fernando Miguel (Caique); Diego Renan, Kanu, Ramon e Euller; Amaral (Marcelo), Willian Farias e Tiago Real;Gabriel (Leandro Domingues), Kieza e Dagoberto
Técnico: Vagner Mancini

PONTE PRETA
João Carlos; Jeferson, Fabio Ferreira, Kadu e Reinaldo; João Vitor, Renê Júnior (Felipe Menezes), Matheus Jesus e Clayson (Nino Paraíba); Pottker e Felipe Azevedo (Thiago Galhardo)
Técnico: Eduardo Baptista

Campeonato Brasileiro – Série A
1º Turno – 11ª Rodada
Local: Estádio Manoel Barradas, Salvador (BA)
Data: 29/06/2016
Horário: 16h
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG -Fifa), assistido por Clovis Amaral da Silva (PE-ASP. FIFA) e Nailton Júnior de Sousa Oliveira (CE-ASP. FIFA)
Gols: Potker (PON) aos 8 e Kieza (VIT) aos 21min do 1º tempo;
Cartão Amarelo: Kieza, Diego Renan, Kanu (VIT), Matheus Jesus e Felipe Azevedo (PON)

Notícias Relacionadas