Teori contraria Janot e manda denúncia contra Lula para Justiça de Brasília

O ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou nesta sexta-feira o envio para a Justiça Federal de Brasília da denúncia em que o ex-presidente Lula é acusado de obstrução à justiça por atuar para atrapalhar as investigações da Operação Lava Jato. São alvo da mesma denúncia o pecuarista José Carlos Bumlai, o filho dele, Maurício Bumlai, o ex-líder do governo no Senado Delcídio do Amaral (ex-PT-MS) e o banqueiro André Esteves, ex-CEO do BTG Pactual.

Pelo menos em um caso, Lula se livrou do juiz Sergio Moro e terá acusações de obstrução analisadas pela Justiça de Brasília.
Pelo menos em um caso, Lula se livrou do juiz Sergio Moro e terá acusações de obstrução analisadas pela Justiça de Brasília.

A peça havia sido apresentada ao STF pelo procurador-geral da República Rodrigo Janot porque Delcídio do Amaral ainda era senador e, por isso, tinha direito a foro privilegiado. Com sua cassação pelo plenário do Senado, nenhum dos investigados tinha a prerrogativa de ser julgado pela corte máxima do país.

As investigações contra Lula neste caso ganharam força com os depoimentos de delação premiada do próprio Delcídio, que afirmou que tentou comprar o silêncio do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró a pedido do ex-presidente petista. Com as informações, disse o chefe do Ministério Público, “se constatou que Luiz Inácio Lula da Silva, José Carlos Bumlai e Maurício Bumlai atuaram na compra do silêncio de Nestor Cerveró para proteger outros interesses, além daqueles inerentes a Delcídio e a André Esteves”. Na avaliação do procurador-geral, outros elementos, como depoimentos do acordo de delação premiada de Cerveró, “deixam evidente que a intenção dos articuladores do silêncio de Nestor era esconder fatos ilícitos envolvendo Luiz Inácio Lula da Silva, José Carlos Bumlai, André Esteves, Delcídio do Amaral, além de outras pessoas que possivelmente também integram a organização criminosa”.

Fonte: Veja Online

Notícias Relacionadas