“Inquérito oculto” no STF tem Padilha como alvo

Eliseu Padilha (Foto: Elza Fiúza/ Agência Brasil)
Eliseu Padilha (Foto: Elza Fiúza/ Agência Brasil)

CLÁUDIO HUMBERTO

Ao abrir a caixa preta com inquéritos ocultos, onde os réus nem sequer apareciam como investigados, o Supremo Tribunal Federal encontrou um inquérito (nº 2741) aberto contra o então deputado e atual ministro Eliseu Padilha (Casa Civil), e outros deputados federais e estaduais, sobre supostas fraudes em licitação. O ministro Marco Aurélio ordenou que o nome do ministro, e não apenas suas iniciais, constem da ação.

PGR SOLICITOU
O inquérito que tornou Eliseu Padilha investigado por “indícios de crimes” foi solicitado pelo Procurador-Geral da República.

TEM GRAVAÇÕES
Entre as provas contra Padilha, anexadas ao inquérito, há uma lista de DVDs cujo conteúdo permanece restrito à defesa e a procuradores.

PF FAZ DILIGÊNCIAS
Atualmente, o inquérito contra o ministro Eliseu Padilha & outros está na Superintendência de Polícia Federal do Rio Grande do Sul.

LONGA REUNIÃO
Esta coluna aguardou a defesa de Eliseu Padilha até o fechamento desta edição, mas ele se manteve todo o tempo “em reunião”. (Coluna de Cláudio Humberto. Clique AQUI e leia mais).

Notícias Relacionadas