Deputados ciscutem novas regras de acesso à banda larga no Brasil

BANDALARGA

A Frente Parlamentar de Ciência, Tecnologia, Pesquisa e Inovação, realiza nesta quarta-feira (14), às 14h30, uma audiência pública para debater a franquia de consumo nos planos de acesso à banda larga no Brasil. O tema será “Debate sobre a franquia de consumo nos planos de acesso à banda larga fixa no Brasil – sua legalidade, restrição e intercorrência”. Um dos requerentes do evento foi o presidente da Frente, deputado federal Izalci (PSDB-DF).

No requerimento, o tucano lembrou que três das quatro maiores operadoras de telefonia no Brasil deixaram a população em dúvida quanto à franquia de consumo nos planos de acesso à banda larga e fixa.

“A falta de respeito das operadoras em não avisar com antecedência os clientes; a certeza de que essas ‘novas regras’ não surgiram de um ‘acordo de cavalheiros’. É inadmissível, visto caber à Anatel a adoção de ‘medidas necessárias para o atendimento do interesse público e para o desenvolvimento das telecomunicações brasileiras’”, disse o deputado.

Entre os convidados a participar da audiência estão o presidente da Anatel, João Batista de Rezende, e o presidente-executivo do Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia (SindiTelebrasil), Eduardo Levy. Há ainda representantes do Ministério da Justiça, do Comitê Gestor da Internet no Brasil, Ministério Público Federal e do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor.

Notícias Relacionadas

1 Comentário

  1. DanAQ

    Internet com o limite pode render uma conta de…

    R$ 2.400,00 na conexão de 300 kbps
    R$ 16.320,00 na conexão de 600 kbps
    R$ 24.000,00 na conexão de 1 Mbps
    R$ 70.400,00 na conexão de 2 Mbps
    R$ 208.000,00 na conexão de 5 Mbps
    R$ 432.000,00 na conexão de 10 Mbps
    R$ 672.000,00 na conexão de 15 Mbps
    R$ 896.000,00 na conexão de 20 Mbps
    R$ 1.120.000,00 na conexão de 25 Mbps
    R$ 1.624.000,00 na conexão de 35 Mbps
    R$ 1.856.000,00 na conexão de 40 Mbps
    R$ 2.320.000,00 na conexão de 50 Mbps

    UM RESUMO RÁPIDO…
    Por contrato é cobrado R$0,05 (cinco centavos) por Megabit EXCEDENTE o que dá…
    OBS.: R$ 0,05 é o valor cobrado por 1/8 de 1 MEGABYTE
    LOGO: Cada MEGABYTE custa: R$ 0,05 x 8 = R$ 0,40 (quarenta centavos)
    OBS.: 1GB é 1.000 MEGABYTE
    LOGO: R$ 0,40 x 1.000 = R$ 400,00 POR GIGABYTE
    ASSIM USANDO INTERNET 10 horas por dia, SUBTRAINDO A FRANQUIA MENSAL, o excedente mensal seria de…

    6 GB na conexão de 300 kbps
    40,8 GB na conexão de 600 kbps
    60 GB na conexão de 1 Mbps
    176 GB na conexão de 2 Mbps
    520 GB na conexão de 5 Mbps
    1.080 GB na conexão de 10 Mbps
    1.680 GB na conexão de 15 Mbps
    2.240 GB na conexão de 20 Mbps
    2.800 GB na conexão de 25 Mbps
    4.060 GB na conexão de 35 Mbps
    4.640 GB na conexão de 40 Mbps
    5.800 GB na conexão de 50 Mbps
    FÁCIL: Multiplique os valores em GB por R$400,00

    A BOMBA: A OPERADORA PODE COBRAR ESSES VALORES AÍ, “A QUALQUER TEMPO”
    http://www.participa.br/articles/public/0018/7210/Pegadinha_Contratual.html

    Para entender MELHOR esses valores é preciso ler o seguinte link (17 páginas, chatas) explicando as PEGADINHAS CONTRATUAIS
    http://www.participa.br/articles/public/0018/7210/Pegadinha_Contratual.html

    DanaAQ, 20160627

Comentários estão suspensos