Setur discute criação de comitê gestor de monumentos em Morro de São Paulo

Com o avanço das obras de restauração da Fortaleza de Morro de São Paulo, a Secretaria de Turismo da Bahia (Setur), Prefeitura de Cairu e Instituto de Desenvolvimento Sustentável do Baixo Sul (Ides) começaram a definir, nesta quinta-feira (9), um sistema de governança do monumento. O restauro tem apoio do Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES), que investe R$ 8,5 milhões na recuperação da edificação do século XVII.

Fortaleza de Morro de São Paulo (Foto: Divulgação)
Fortaleza de Morro de São Paulo (Foto: Divulgação)

Em visita ao local, ao lado do prefeito de Cairu, Fernando Brito, e do superintendente de Serviços Turísticos da Setur, Fernando Ferrero, o secretário estadual de Turismo, Nelson Pelegrino, afirmou que a contribuição para o comitê gestor do monumento faz parte de uma agenda de trabalho que mantém em Morro de São Paulo.

“Estamos trabalhando com a transversalidade de ações, desde infraestrutura náutica até a promoção do destino”, explicou Pelegrino. “Neste momento, nossos esforços estão concentrados também na valorização de um equipamento de relevante interesse turístico, histórico, arqueológico e arquitetônico que agrega valor cultural a um destino de sol e praia”.

Quando a obra de restauro estiver pronta, no fim de 2016, haverá sala de reuniões, anfiteatro, espaço para eventos e área para concessão de uma cafeteria. O comitê gestor será responsável pela manutenção e operação da fortaleza. Visitas guiadas devem ser uma das alternativas de receita, como foi acordado em reunião, nesta quinta, com a presença de representantes do BNDES, Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), comerciantes e representantes da comunidade local.

Notícias Relacionadas