Rigorosa com os cidadãos, Transalvador dá regalia a empresa de turismo no Comércio.

Privilégio - A Transalvador parece ter concedido uma área no final do Terminal da França para uso exclusivo de uma empresa de turismo. Seus agentes fazem vista grossa para o privilégio, (Foto: Divulgação)
Privilégio – A Transalvador parece ter concedido uma área no final do Terminal da França para uso exclusivo de uma empresa de turismo. Seus agentes fazem vista grossa para o privilégio, que chega a atrapalhar os ônibus e a congestionar o trânsito. (Foto: Divulgação)

Tão rigorosa com os cidadãos de Salvador na aplicação de multas por estacionar em locais proibidos, a Transalvador, autarquia da Prefeitura de Salvador responsável pela gestão do trânsito da capital, costuma fazer vista grossa quando o infrator tem algum tipo de relação com seus agentes.

É o caso, por exemplo, de uma empresa que atua como “transportador de turistas”, que usa e abusa de uma área do Terminal da França destinada ao transporte coletivo.

Nenhum cidadão comum pode estacionar no local, que fica sempre vigiado por viaturas da Transalvador. Nenhum cidadão pode, mas a empresa “Cassi Turismo” pode e adotou a área como estacionamento próprio, segundo denúncias de comerciantes do local, que enviaram fotos e reclamações por e-mail à imprensa nesta segunda-feira (6).

As vans e microônibus chegam e saem o dia inteiro e encontram sempre a área desocupada, que em hipótese alguma pode ser usada por um cidadão comum. A regalia revolta comerciantes do local. (Foto: Divulgação)
As vans e microônibus chegam e saem o dia inteiro e encontram sempre a área desocupada, que em hipótese alguma pode ser usada por um cidadão comum. A regalia revolta comerciantes do local. (Foto: Divulgação)

Pelas fotos, é possível se observar que os veículos dessa empresa chegam a atrapalhar até mesmo os ônibus que fazem ponto no Terminal da França. Os mototaxistas, que ficam próximos, também têm reclamado muito. Até mesmo nos momentos de pico do trânsito os veículos dessa empresa usam e abusam e a Transalvador nada faz.

“É uma regalia revoltante, pois nós que trabalhamos aqui não podemos nem encostar na área. Mas a Transalvador permite que essa empresa estacione micro-ônibus, vans e qualquer tipo de veículo o dia todo. E não adianta reclamar, se queixar aos agentes da Transalvador. Eles não estão nem aí e protegem a irregularidade”, diz um comerciante que tem uma lanchonete bem em frente ao local, e que prefere não se identificar.

Notícias Relacionadas