Lula escapou do mensalão porque não foi investigado, afirma Renan.

O ex-presidente Lula não foi processado no mensalão porque não investigaram os pagamentos feitos ao marqueteiro Duda Mendonça. A afirmação foi feita pelo presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), em novo áudio comprometedor revelado pelo jornal Folha de S. Paulo. De acordo com a reportagem, Renan disse ao ex-senador Sérgio Machado que essa foi a razão de Lula ter “saído” ileso do mensalão.

Em gravação, Renan  tentou  explicar o erro que livrou Lula da cadeia.
Em gravação, Renan tentou explicar o erro que livrou Lula da cadeia.

Duda Mendonça, criador do “Lulinha paz e amor” que levou o petista à vitória nas eleições de 2002, confirmou o recebimento de R$ 10 milhões em esquema de caixa dois no exterior. “O Duda fez a delação, e disse que recebeu o dinheiro fora. E ninguém nunca investigou quem pagou, né? Este é que foi o segredo”, disse Renan, tentando explicar o erro que livrou Lula da cadeia. Na conversa, Machado afirma que Lula “não fez [irregularidades]” durante o governo, mas “quando chegou no final do governo botou na real”. “Caiu na real”, completou Renan.

Machado também fala sobre o sítio em Atibaia e o tríplex no Guarujá. Segundo ele, foram feitas “umas merdas, um sítio merda, um apartamento merda” e Renan ironiza “apartamento bancário”.

“Duzentos metros quadrados, Renan. Quer dizer, foi uma cagada enorme”, afirmou Machado.

Segundo a reportagem, Machado diz que Lula e Sérgio Gabrielli foram responsáveis por “armar” a criação da Sete Brasil, em 2010, para fechar contrato de construção de navios-sonda para a Petrobras.Quando Machado questiona se o advogado Eduardo Ferrão teria real influência junto ao ministro Teori Zavascki (STF), Renan ressalta a importância do “acesso” se sobrepor à influência. “Acesso. Nesse primeiro momento é o acesso”, explicou o presidente do Senado.

Em nota, o presidente do Senado reitera que não fez “nenhuma iniciativa ou gestões para dificultar ou obstruir as investigações da operação Lava Jato, até porque elas são intocáveis e, por essa razão, não adianta o desespero de nenhum delator”, mas não menciona o trecho que Renan fala de Lula e Duda Mendonça.

O Instituto Lula divulgou nota dizendo que “nenhum homem público brasileiro foi tão investigado quanto Lula em 40 anos de vida pública, sem que nada fosse encontrado contra ele. E nenhum outro foi tão caluniado quanto Lula, por todos os meios, até mesmo por essa abjeta autogravação, feita sob encomenda para difamar”.

Fonte: Diário do Poder

Notícias Relacionadas