Empreiteira investigada da Lava Jato recebeu R$ 6,2 milhões da ViaBahia

Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, a ViaBahia repassou em 2013 um total de R$ 6,2 milhões para a empresa Credencial Contruções, alvo da Operação Lava Jato.
Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, a ViaBahia repassou em 2013 um total de R$ 6,2 milhões para a empresa Credencial Contruções, alvo da Operação Lava Jato.

A quebra de sigilo da Credencial Construções traz o nome da Viabahia Concessões de Rodovias, que venceu durante o governo do ex-presidente Lula, um leilão para administrar dois trechos de BRs na Bahia. A Credencial teve os donos presos na Operação Vício, deflagrada na terça-feira (24) por fornecerem ‘notas frias’ no esquema de corrupção na Petrobras.

A movimentação financeira da Credencial é o principal foco de investigações da 30ª fase da Operação Lava Jato, batizada de Operação Vício. Uma das empresas que aparece na quebra de sigilo da Credencial é a ViaBahia Concessionária de Rodovias S.A.

Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, a ViaBahia repassou em 2013 um total de R$ 6,2 milhões para a empresa alvo da Operação Vício. De acordo com os investigadores, a firma aberta em 2004 com sede em Sumaré (SP) é “uma lavanderia de dinheiro”.

A ViaBahia foi formada pela espanhola Isolux Corsán Concesiones e pelas brasileiras Engevix – do cartel denunciado na Lava Jato – e da Encalso. A empresa venceu, em 2009, um dos pacotes do leilão de concessão do governo Luiz Inácio Lula da Silva para administrar por 25 anos 680 quilômetros de rodovias, entre elas trecho da BR-116 (rodovia Santos Dumont) entre Feira de Santana até a divisa com o Minas Gerais, e a BR-324 (rodovia Engenheiro Vasco Filho) entre Salvador e Feira de Santana. A Isolux deixou a sociedade neste ano.

R$ 2,9 milhões repassados, entre 2010 e 2011, para a Credencial por uma empresa de nome Isolux Projetos e Instalações – ligada à Isolux espanhola, também aparace na quebra de sigilo. O ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa citou a área de concessões de rodovias, no mês de agosto de 2014, como alvo de acertos.

Notícias Relacionadas