Tocha Olímpica conclui roteiro em Salvador com festa na Barra

(Foto: Jefferson Peixoto/Agecom/Divulgação)
O cantor Thiaguinho participou do revezamento da Tocha na Barra (Foto: Jefferson Peixoto/Agecom/Divulgação)

Centro Histórico, Elevador Lacerda, Cidade Baixa, Avenida Paralela, Orla, Dique e Barra. A Tocha Olímpica percorreu a cidade durante esta terça-feira (24) para marcar a realização dos Jogos Rio 2016, que será em agosto. O Revezamento da Tocha começou no Largo do Pelourinho, um dos pontos mais representativos da cidade, ao som da banda Olodum. Em seguida, ainda sob o ritmo do samba-reggae, a Tocha seguiu em direção à Praça Municipal, onde foi realizada a apresentação da banda feminina Didá. De lá, desceu o Elevador Lacerda de rapel, chegando até a Praça Cairu, seguindo para o Mercado Modelo e Colina Sagrada.

Desse ponto, a Tocha passou pelas avenidas Paralela, Orlando Gomes, Otávio Mangabeira e Jardim Armação, onde foi recebida pelas apresentações da Quabales e Garampiola. No preposto da Coca-Cola, patrocinadora oficial das Olimpíadas Rio 2016, o ativista social Preto Zezé foi recebido por uma multidão que aguardava ansiosamente pela chegada da chama olímpica. Zezé atua na Central Única de Favelas e é ativista social desde 1991. Na passagem do símbolo, Zezé ressaltou a importância de representar as comunidades carentes. “Temos que mostrar que a favela não é como mostram nas páginas policiais. Ela é um lugar de potência, de gente criativa e do bem. Nós vamos mostrar essa nova favela repaginada, a cara nova da favela do Brasil”, contou entusiasmado.

Em seguida, a Tocha passou pela Avenida Manoel Dias, de onde partiu para o Dique do Tororó, onde foi recebida com mais celebração pela Bateria do Apaxes e o Trio Nordestino. Lá, o atleta paralímpico Rener Pereira contornou o Dique de skiff, pedindo a bênção dos orixás. Quem também participou do revezamento foi Ivone Portela, que trabalha com Educação Esportiva na Secretaria Municipal de Educação (Smed). “Tivemos aqui um momento único, do encontro de duas culturas grega e afrobrasileira. É a chama da deusa grega Hera, saudando os Orixás do Dique. Uma imagem carregada de simbolismo”, afirmou Jorge Khoury, gestor do Escritório Salvador Cidade Global (ESCG), responsável pela organização do Revezamento da Tocha em Salvador.

A Tocha passou ainda pela Avenida Centenário, Morro do Cristo – com a apresentação do Coreto Elétrico –, pela Avenida Oceânica, finalizando o percurso no Farol da Barra. “Tivemos um bom resultado. Salvador mostrou o que tem de mais importante: o seu povo, a sua cultura. Que venham os Jogos para repetirmos o sucesso que temos obtido nos megaeventos esportivos que sediamos ao longo dos últimos três anos”, apontou Khoury, que acompanhou parte do revezamento com o chefe da Casa Civil, Luiz Carrera, o chefe de Gabinete do Prefeito, João Roma, a vice-prefeita Célia Sacramento, além do secretário municipal de Promoção Social, Esporte e Combate à Pobreza, Bruno Reis.

Já no Farol da Barra, o cantor Thiaguinho acendeu a Pira da Celebração, simbolizando o término da passagem da Tocha por Salvador. Thiaguinho disse que o momento é importante não só para Salvador, mas para o mundo, e que certamente esse dia ficará marcado em sua vida. “Salvador está no meu coração e eu dedico esse momento aos meus pais, que são professores de educação física, e a cada um dos soteropolitanos que querem que os jogos sejam maravilhosos e desejam passar uma boa imagem para o mundo”, afirmou o cantor, que fez parte da programação de shows na Barra junto com Jammil, Jota Quest e a cantora Daniela Mercury, além de DJs.

Notícias Relacionadas