Ana Hickmann após atentado diz que tinha a certeza de que ia morrer

A apresentadora voltou para casa, em São Paulo, na noite de sábado, após prestar depoimento no Departamento de Investigação e Homicídios e Proteção à Pessoa de Belo Horizonte.(Foto: Reprodução/TV Record)
Ana Hickmann voltou para casa, em São Paulo, na noite de sábado, após prestar depoimento no Departamento de Investigação e Homicídios e Proteção à Pessoa de Belo Horizonte.(Foto: Reprodução/TV Record)

Ana Hickmann deu sua primeira entrevista à TV, neste domingo, 22, após sofrer um atentado no sábado, 21, em Belo Horizonte, Minas Gerais. Muito emocionada, a apresentadora relembrou os momentos de terror. “É dificil de acreditar que aquela imagem, a cena, as palavras, os tiros, que tudo aquilo aconteceu. Parece cena de filme. Na hora em que ele entrou, a primeira coisa que passou na minha cabeça foi, ‘é um assalto, um arrastão’. Só que ele veio para cima de mim e começou a me ofender e a me humilhar. Por uma graça de Deus, meu marido e meu filho não estavam presentes”, disse ela em entrevista ao programa “Domingo Espetacular”, da Record.

“Ele ficou o tempo todo com a arma apontada para mim. O tempo todo falando que eu não prestava, que era uma mentirosa. Já passei por outras situações complicadas antes, tentativa de assalto, mas dessa vez, pela primeira vez na vida, eu tive medo e tinha a certeza de que ia morrer”, desabafou ela.

Durante a entrevista, Ana contou que o cunhado, Gustavo Corrêa, é o responsável por ainda estar viva. “Se não fosse por ele, meu marido não teria ido me buscar no aeroporto, ele teria ido ao IML (Instituto Médico Legal). A primeira coisa que eu quero é a minha família aqui de volta, na minha casa, com a minha cunhada bem. A única coisa que eu peço e rezo agora para Deus é que todo mundo volte para casa bem”, complementou ela. (Fonte: Portal EGO)

Notícias Relacionadas