Wagner: governo Temer significará retrocesso no processo de inclusão social

Agência Brasil

O ministro-chefe do Gabinete Pessoal da Presidência da República, Jaques Wagner, disse há pouco, em sua conta no Twitter, que o processo de impeachment contra a presidenta Dilma Rousseff é um “golpe” contra a petista e o povo pobre do país. Wagner usa a hashtag #GolpeDay em suas postagens.

Wagner comandou hoje (11) reunião ministerial no Palácio do Planalto.
Wagner comandou hoje (11) reunião ministerial no Palácio do Planalto.

“Milhões de pessoas terão que aceitar goela abaixo um projeto que retira direitos e corta programas sociais. Cada vez mais brasileiros começam a entender que o governo Temer [vice-presidente da República Michel Temer] significará retrocesso no processo de inclusão social iniciado em 2003”, escreveu o ministro.

Wagner comandou hoje (11) reunião ministerial no Palácio do Planalto. O encontro teve a participação dos titulares das 32 pastas que fizeram um balanço das ações de governo. A reunião ministerial terminou por volta das 12h30.

Dilma acompanha no Palácio da Alvorada, residência oficial da Presidência, a sessão extraordinária do Senado que vai decidir sobre a admissibilidade do seu processo de impeachment. Se aprovado por metade mais um dos senadores, ela será afastada do cargo por 180 dias e nesse período o vice-presidente Michel Temer (PMDB) assume o comando do país.

Notícias Relacionadas