Dilma se surpreende com decisão de Renan de manter votação

CLÁUDIO HUMBERTO

O Planalto se surpreendeu com a atitude do presidente do Senado, Renan Calheiros, de manter para esta quarta (11) a votação do relatório do impeachment da presidente Dilma. Um líder governista testemunha que Dilma esperava dele “fidelidade canina”, ou seja, que atendesse ao ato de Waldir Maranhão sem questioná-lo, devolvendo o processo. Mas ele ignorou o ato do presidente interino da Câmara.

Renan Calheiros
Renan Calheiros
FALTOU COMBINAR
Quem conhece Renan diz que ele foi tão surpreendido quanto qualquer pessoa com a presepada que tentou melar o impeachment.

ELA SABIA DE TUDO
Dilma ontem fingiu surpresa, mas participou de cada passo da armação de domingo que resultaria na assinatura do ato de Waldir Maranhão.

PERFURANDO POÇOS
Waldir Maranhão recebeu de Dilma, domingo, juras eternas de pronto atendimento as suas “demandas políticas”. Do tipo que “furam poço”. (Coluna de Cláudio Humberto)

Notícias Relacionadas