Deputado vai ao Supremo contra decisão de Maranhão de anular impeachment

Fernando Francischini, do Solidariedade. (Foto: Agência Câmara)
Fernando Francischini, do Solidariedade. (Foto: Agência Câmara)

O deputado Fernando Francischini, do Solidariedade do Paraná, vai protocolar ainda hoje um mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal, pedindo a anulação da decisão do presidente interino da Câmara, Waldir Maranhão, sobre a suspensão do processo de impeachment de Dilma Rousseff.

“Esperamos uma decisão sóbria e equilibrada do STF, que determinou um rito que o Congresso vem cumprindo rigorosamente”, diz Francischini, de acordo com sua assessoria de imprensa. Francischini alega que a decisão do plenário da Câmara dos Deputados é “soberana” e ainda foi consolidada pelo Senado. “O atual presidente interino da Câmara é ‘incompetente’ para esta decisão. Vou ao STF para garantir não somente o meu direito, mas o direito de todos os brasileiros a um processo de julgamento parlamentar isento”, completa Francischini.

Notícias Relacionadas