Dorival Junior tem quatro passos para conquistar título com o Santos

Dorival Junior exaltou qualidade do time comandado por Fernando Diniz (Foto: Divulgação/SantosFC)
Dorival Junior exaltou qualidade do time comandado por Fernando Diniz
(Foto: Divulgação/SantosFC)

Agência FPF

“A equipe que menos errar vai sair com o resultado positivo”. Esse é o pensamento de Dorival Junior para a final do Paulistão Itaipava 2016. Neste domingo (8), o Santos enfrentará o Audax na Vila Belmiro, às 16h. O primeiro confronto, realizado em Osasco, terminou empatado em 1 a 1 e, para a decisão, o comandante santista tem um planejamento baseado em quatro passos para conquistar o título.

Retrospecto numérico positivo é o que não falta para o Santos. A final desse ano é a oitava consecutiva do clube no Estadual. Além disso, caso se concretize, esse será o sétimo título santista em 11 edições do principal torneio de São Paulo. Por fim, na Vila Belmiro, o Alvinegro Praiano tem uma invencibilidade de mais de cinco anos em jogos válidos pelo torneio.

Apesar de positivos, Dorival descartou os números. “Sinceramente, não considero de maneira nenhuma, pois isso é um mero dado, uma situação que é real, mas não nos dá direito a imaginar nenhuma outra vantagem que não seja a numérica. Os números não nos permitem imaginar um resultado nessa partida final. Não tem como ser algo que vá caminhar a nosso favor, até porque isso tudo é muito relativo”, declarou.

Além de não se importar com o retrospecto, o treinador mostrou estar totalmente focado no jogo final diante do time de Osasco. “É uma situação diferente por ser um o jogo final, retrospecto não muda nada nesse momento. Estamos focados no jogo em si e conscientes de que vamos enfrentar um adversário muito qualificado que não chegou à essa final a toa”, afirmou.

Receita para o título – Para conseguir levantar o caneco, o treinador de 54 anos tem em mente quatro etapas. “Primeiro ter consciência de que não é por estarmos dentro da Vila que temos o resultado positivo garantido. Segundo que enfrentaremos um adversário qualificado, com um toque de bola qualificado como o do Santos. Terceiro que, por ser uma decisão, um erro pequeno pode ser fatal, pode atrapalhar na sequência de jogo. E quarto que é uma partida que não temos direito de errar, a equipe que menos errar vai sair com o reusltado positivo”, explicou o santista.

Quanto ao resultado do primeiro jogo, Dorival acredita que só saberá sua importância no decorrer da segunda partida. “É difícil saber nesse momento, só vamos ter consciência disso ao longo da partida, quando esse empate vai se mostrar positivo ou negativo”, disse.

O comandante do ataque mais goleador do Estadual convocou a torcida para ajudar sua equipe a sair vitoriosa neste domingo (8). “Pode ser um fator importante. A torcida do Santos sempre faz a diferença. Quando ela quer, ajuda demais e eu espero que o torcedor venha desarmado e, a cima de tudo consciente do adversário que estamos enfrentando. Aí passamos a ter um 12º jogador em campo. Espero que o torcedor esteja em grande número, motivando o Santos a conseguir o resultado positivo”, falou o araraquarense.

Possível desfalque – Na primeira partida, o Santos se assustou com uma lesão do meia Lucas Lima, que torceu o pé direito e ainda está no Departamento Médico. Fundamental no meio de campo santista, Dorival Junior espera poder contar com o camisa 20, mas, caso isso não seja possível, o treinador já tem um escolhido para a função. “Tenho algumas possibilidades, mas provavelmente a vaga fique com Ronaldo Mendes”, constatou.

Santos e Audax entram em campo às 16h deste domingo (8) para decidirem quem se consagrará campeão do Paulistão Itaipava 2016. A decisão será realizada na Vila Belmiro, em Santos.

Notícias Relacionadas