Embasa retira ligação clandestina de três lava a jato no Imbuí

Além do furto de água, os fraudadores danificaram a rede distribuidora que abastece a região
Além do furto de água, os fraudadores danificaram a rede distribuidora que abastece a região

Em operação realizada na rua dos Colibris, no bairro Imbuí, a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa), em parceria com a polícia civil, retirou, na tarde da última quarta-feira (4), ligações clandestinas de água de três lava a jato que estavam utilizando o recurso para a lavagem de veículos em via pública. Além do furto de água, os fraudadores danificaram a rede distribuidora que abastece a região, com vários furos ao longo da tubulação. O serviço para reparar os danos e vazamentos causados na rede se estendeu até a noite do mesmo dia.

Segundo o gerente comercial da Embasa, Leonardo Dias, os lava a jato são apontados como um dos grandes responsáveis pelo desperdício de água. “Por isso, é necessário o envolvimento dos poderes públicos e de toda a sociedade, seja por meio de denúncia ou mesmo pelo boicote a este tipo de serviço irregular. A empresa vai continuar fazendo a sua parte, combatendo as fraudes na cidade de Salvador, visando preservar o bom abastecimento e evitar a perda de água”, afirma.

Qualquer intervenção no hidrômetro e na rede da Embasa com o intuito de furtar água é crime e o infrator está sujeito ao cumprimento das penalidades previstas na legislação vigente. O usuário que estiver nessa situação deve procurar um ponto de atendimento da Embasa e regularizar sua ligação, evitando problemas e corte no abastecimento do imóvel.

Notícias Relacionadas