Maioria dos ministro do STF aprova afastamento de Eduardo Cunha

Ministros do Supremo Tribunal Federal se reúnem em plenário para julgar a liminar que pede o afastamento do deputado Eduardo Cunha da presidência da Câmara (Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Ministros do Supremo Tribunal Federal se reúnem em plenário para julgar a liminar que pede o afastamento do deputado Eduardo Cunha da presidência da Câmara (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

A maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu agora há pouco manter a decisão do ministro Teori Zavascki que determinou a suspensão do mandato parlamentar do deputado federal Eduardo Cunha e o afastamento dele da presidência da Câmara.

Até o momento, seis dos 11 ministros acompanharam o relator, Teori Zavascki. Os votos foram proferidos pelos ministros Edson Fachin, Luís Roberto Barroso e Rosa Weber; Luiz Fux e Dias Toffoli.

Mais cedo, o ministro Teori Zavascki determinou a suspensão do mandato parlamentar do deputado federal Eduardo Cunha e o afastamento da presidência da Câmara. O ministro atendeu a um pedido liminar do procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

Notícias Relacionadas