MPT obtém bloqueio judicial de contas de fazenda que foi cenário de novela

O Ministério Público do Trabalho (MPT) obteve na Justiça o bloqueio de contas da Fazenda Renascer e mais três propriedades rurais do grupo Chaves Agrícola e Pastoril Ltda por manter cerca de 120 empregados em condições degradantes de moradia e trabalho.

A Fazenda Renascer, que fica no distrito de Castelo Novo, município de Uruçuca, no sul da Bahia, já foi cenário de novela da TV Globo
A Fazenda Renascer, que fica no distrito de Castelo Novo, município de Uruçuca, no sul da Bahia, já foi cenário de novela da TV Globo

Uma inspeção realizada em maio do ano passado apontou irregularidades trabalhistas, falta de equipamentos de proteção individual e de ferramentas para as atividades. Os fiscais também constataram falta de higiene nas instalações destinadas aos trabalhadores, além da ausência de água encanada. Os trabalhadores ainda tinham que arcar com o pagamento da energia elétrica e da própria alimentação.

Na ação do cautelar, o MPT pede o afastamento dos trabalhadores das atividades até que os donos da empresa providenciem moradias e condições adequadas, custeando as despesas, conforme prevê a norma do Ministério do Trabalho que regulamenta essas instalações.

A Fazenda Renascer, que fica no distrito de Castelo Novo, município de Uruçuca, no sul da Bahia, já foi cenário de novela da TV Globo, em 1993. O imóvel pertence a um grupo privado e não tem ligação com a emissora.

O grupo empresarial Chaves Agrícola e Pastoril Ltda é especializado no cultivo de café e cacau, além de estar ligado a atividades na construção civil.

A Agência Brasil tentou entrar em contato com a empresa, mas não obteve retorno. (Sayonara Moreno – Correspondente da Agência Brasil)

Notícias Relacionadas