Vitória vence Ba-Vi por 2 a 0 e reverte vantagem do Bahia

Jogadores do Vitória festejam o belo gol de Amaral (Foto: Francisco Galvão / ECV)
Jogadores do Vitória festejam o belo gol de Amaral (Foto: Francisco Galvão / ECV)

O Vitória venceu o primeiro clássico Ba-Vi por 2 x 0, gols de Diego Renan cobrando pênalti, e Amaral, e joga com a vantagem de perder por um gol de diferença o jogo de domingo, 8, na Arena Fonte Nova, para conquistar o título baiano de 2016. Os dois gols foram assinalados no primeiro tempo.

O jogo estava bem disputado quando Vander foi visivelmente empurrado na área pelo lateral Tinga e o árbitro marcou o pênalti aos 23 minutos. Diego Renan bateu com categoria e marcou seu quarto gol no campeonato.

Com o gol, o Vitória assumiu definitivamente o controle do jogo e ampliou o marcador aos 42 minutos. Vander fez jogada individual pela esquerda e rolou a bola para Amaral acertar um chute no ângulo superior de Marcelo Lomba.

No segundo tempo, o Vitória seguiu melhor e não conseguiu transformar em gols as oportunidades que criou. Com a vantagem, o rubro-negro jogou de maneira inteligente e armou bons contragolpes, especialmente com Vander, outra vez decisivo no clássico, e Marinho, que chutou em cima em Marcelo Lomba após driblar o zagueiro.

Já no finalzinho do jogo, um lance de pura beleza: José Welison deixou batido o lateral-esquerdo e cruzou na medida para Kieza acertar um bonito voleio e Marcelo Lomba evitar o gol com uma defesa espetacular.

VITÓRIA 2 X 0 BAHIA
Campeonato Baiano
Finais – Jogo de Ida

Local: Estádio Manoel Barradas, Salvador (BA)
Data: 1º/05/2016
Árbitro: Anderson Daronco (RS-FIFA), assistido por Emerson Augusto de Carvalho (SP-FIFA) e Guilherme Camilo Dias (MG-FIFA)
Gols:Diego Renan (p) aos 23 e Amaral aos 42min do 1º tempo
Cartão Amarelo: Victor Ramos, Leandro Domingues, Marinho (VIT), Lucas Fonseca, Feijão, Luisinho e Juninho (BAH)
Renda: R$596.163,00
Público: 20 mil e 174 pagantes

VITÓRIA
Caique; José Welison, Victor Ramos, Ramon e Diego Renan; Amaral (Marcelo), Willlian Farias e Leandro Domingues (Flávio); Marinho, Kieza e Vander (Alípio)
Técnico: Vagner Mancini

BAHIA
Marcelo Lomba; Tinga, Lucas Fonseca, Éder e Moisés; Feijão, Danilo Pires, Juninho (Gustavo Blanco) e Edigar Júnior (Luisinho); Thiago Ribeiro (Henrique) e Hernane

Notícias Relacionadas