Geddel Vieira Lima já faz articulação política de Temer e procura senadores

Geddel conversou ontem com seis senadores
Geddel conversou ontem com seis senadores

O presidente do PMDB da Bahia, Geddel Vieira Lima (PMDB), já assumiu, na prática, o papel de articulador político do eventual governo Temer. Segundo informa nesta terça-feira a Folha de S. Paulo, seis senadores relataram que foram procurados por ele só ontem. O trabalho de articulador político do governo federal atualmente é do ex-chefe da Casa Civil e atual ministro-chefe do Gabinete da Presidência da República, Jaques Wagner (PT), adversário político de Geddel na Bahia.

Se o impeachment de Dilma também passar pelo Senado, como tudo indica, Wagner deve retornar à Bahia e pode até virar secretário do governador Rui Costa.

Em entrevista ao jornal O Globo da última segunda-feira, Michel Temer deixou escapar que Geddel já tinha sido escolhido para o papel de articulador político do seu governo.

”Geddel, que se dá bem com todo mundo no Congresso, poderia exercer esse papel (articulador político). Mas é algo que não está decidido ainda”, afirmou Temer.

Geddel foi ministro da Integração Nacional, cargo que ocupou entre 2007 e 2010, no governo do ex-presidente Lula (PT). Logo depois, o peemedebista baiano ocupou o cargo de vice-presidente de Pessoa Jurídica da Caixa Econômica no governo Dilma Rousseff (PT). Ainda segundo a reportagem de O Globo, integrantes da força-tarefa da Operação Lava-Jato investigam aliados de Michel Temer, como o próprio Geddel.

Notícias Relacionadas