PSDB tem o dever de apoiar eventual governo de Temer, dizem Serra e Alckmin

O governador de São Paulo Geraldo Alckmin e o senador José de Serra  (Foto: Reprodução/Facebook)
O governador de São Paulo Geraldo Alckmin e o senador José de Serra
(Foto: Reprodução/Facebook)

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, disse em entrevista ao jornal O Globo que o PSDB não precisa integrar um eventual governo Michel Temer, mas tem o “dever” de apoiar e sustentar no Congresso a gestão do peemedebista que pode assumir a Presidência se o Senado aprovar o impeachment e, consequentemente, a presidente Dilma Rousseff for afastada.

A manifestação de Alckmin ocorre um dia após o GLOBO revelar que parte da cúpula tucana estudava radicalizar a participação ou o apoio a um eventual governo Temer. Há tucanos defendendo que membros do partido que assumirem postos na eventual futura gestão sejam obrigados a pedir licença da legenda.

Com a ressalva de que não tem falado com Michel Temer desde a aprovação do impeachment pela Câmara dos Deputados, o governador de São Paulo disse que o PSDB tem o dever e a responsabilidade de apoiar o eventual governo do vice-presidente da República, inclusive na sustentação da base parlamentar, mas sem participar da sua administração.

Fonte: O Globo

Notícias Relacionadas

1 Comentário

  1. Welbi Maia Brito

    O apoio do PSDB a um eventual governo Temer não precisa ser alicerçado em cargos. O partido pode apoiar o governo com propostas e projetos. Também pode garantir apoio parlamentar. A população não aceita mais a velha política fisiologista que troca apoio por cargos. É a hora de começar a mudar isso.

Comentários estão suspensos