Brasil termina open internacional de natação paralímpica com 66 medalhas

Nielmar de Oliveira
Agência Brasil

O Brasil encerrou o terceiro dia do Open Internacional Caixa Loterias de Natação, no Estádio Olímpico de Esportes Aquáticos, com a conquista de 13 medalhas: três de ouro, quatro de pratas e seis de bronze. As competições ocorrem desde sexta-feira (12). Nos três dias, o país subiu ao pódio 66 vezes, no total. Foram conquistados 14 primeiros lugares, 22 segundos, e 30 terceiros. O Open Internacional é um evento-teste para os Jogos Paralímpicos e contou com a participação de 212 atletas de 19 países.

Atletas paralímpicos do México, Espanha e Brasil disputam prova de 50 metros nado peito, em evento-teste de natação no Estádio Aquático do Parque Olímpico, em Jacarepaguá (Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)
Atletas paralímpicos do México, Espanha e Brasil disputam prova de 50 metros nado peito, em evento-teste de natação no Estádio Aquático do Parque Olímpico, em Jacarepaguá (Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)

No encerramento do evento, dois dos maiores nadadores paralímpicos brasileiros confirmaram o favoritismo. André Brasil e Daniel Dias levaram o ouro em suas classes, nos 50 metros livre e fecharam a competição com boas expectativas para os meses que antecedem os Jogos Paralímpicos Rio-2016, marcados para os dias 7 a 18 de setembro.

André Brasil venceu, nos três dias de competição, as cinco provas que disputou. Para ele, no entanto, o objetivo é focar no trabalho que vem sendo desenvolvido para o evento do segundo semestre. “Nosso trabalho está sendo feito por blocos. O primeiro foi no ano passado, no Mundial e nos Jogos Parapan-Americanos, depois fizemos um trabalho no fim do ano passado. Agora participamos deste evento-teste para chegarmos ao [campeonato] europeu, na próxima semana, em Portugal, e acertarmos quase tudo para as Paralimpíadas.”

Esse é o mesmo objetivo traçado pelo multimedalhista Daniel Dias, que nadou apenas três provas – uma delas multiclasse – fechando a competição com dois ouros e um bronze. “Optei por três provas por ser uma competição curta, de três dias, e para não me cansar demais. O objetivo é nadar bem o europeu e lá, por ser um evento bem semelhante aos Jogos, vou nadar mais vezes. Em setembro, temos um objetivo difícil, que é o quinto lugar no quadro de medalhas, então precisamos batalhar para isso, treinar muito e ajudar o Brasil nas Paralimpíadas.”

Melhor atuação

A equipe brasileira participará das competições de natação nas paralimpíadas com 32 atletas e a expectativa do técnico da Seleção Brasileira, Leonardo Tomasello, é a de que todos os atletas cheguem à competição em condições de brigar por medalhas para que o país alcance sua melhor atuação em olimpíadas.

“Nosso trabalho agora é fazer com que esses 32 atletas cheguem aqui durante os jogos brigando por resultados, por pódios e medalhas de ouro. Nós estamos indo para a competição com a maior delegação, as chances de medalhas portanto são maiores e o fato de nadar em casa, com o calor da torcida, ginásio lotado pode nos levar a buscar a maior participação da natação paralímpica na história dos jogos”, disse Tomasello.

Para o presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro, Andrew Parsons, a equipe está avançando e, em setembro, os atletas têm tudo para conquistar grandes resultados. “Ainda teremos competições para os atletas buscarem seus índices. Os nadadores estão embarcando hoje para Portugal para o aberto europeu para isso. Observamos algumas marcas aqui no Open e não há nada que assuste os atletas que ainda não chegaram aos índices. Está tudo dentro do planejado.”

Veja os atletas que conquistaram medalhas neste domingo:

Ouro
– Andre Brasil, nos 50m livre S10
– Daniel Dias, nos 50m livre S5
– Felipe Souza, nos 100m peito SB9

Prata
– Camille Rodrigues, nos 400m livre S9
– Roberto Alcalde, nos 100m peito SB5
– Phelipe Rodrigues, nos 50m livre S10
– Lucas Mozela, nos 100m peito SB9

Bronze
– Victor Nogueira, nos 400m livre S9
– Carlos Alberto Maciel, nos 100m peito SB8
– Arthur Pereira, nos 100m peito SB9
– Marcio Santos, nos 100m peito SB11
– Adriano Lima, nos 100m peito SB5
– Ronystony Cordeiro, nos 50m peito SB3

Notícias Relacionadas