Aleluia acusa Rui Costa de proibir ato em prol do impeachment na Barra

Para Aleluia,  o governo petista “reservou arbitrariamente o Farol da Barra, que sempre foi palco das manifestações prol impeachment, '' para sua patota vermelha ''.
Para Aleluia, o governo petista “reservou arbitrariamente o Farol da Barra, que sempre foi palco das manifestações prol impeachment, ” para sua patota vermelha ”.

“O desespero dos derrotados”. Assim o deputado federal José Carlos Aleluia (DEM) classifica o que, segundo o democrata, seria uma “tentativa do governador Rui Costa de impedir por meio de um fajuto e ilegítimo artifício burocrático a realização da manifestação do povo de Salvador em prol do impeachment no Farol da Barra, no próximo domingo”.

”O ato de Rui Costa, por meio de sua Secretária de Segurança Pública, é um golpe à democracia e um atentado à liberdade, digno de um ditadorzinho bolivariano que pisa nos princípios republicanos”, afirma Aleluia.

Para o presidente estadual do Democratas, o governo petista “reservou arbitrariamente o Farol da Barra para sua patota vermelha sem considerar que os movimentos pró-impeachment sempre ocuparam o local para suas manifestações pacíficas e ordeiras aos domingos”.

”Os petistas e comunistas nunca fizeram manifestações no Farol da Barra”, lembra o deputado baiano, destacando que ”a turma vermelha” sempre ocupou as ruas do centro de Salvador. “Agora depois de ser divulgado publicamente com bastante antecedência, Rui Costa, na véspera, tenta melar o ato em prol do impeachment na Barra”.

Mas, de acordo com Aleluia, o governador petista vai ”cair do cavalo”. “Indignado e ferido em seus brios democráticos, o povo de Salvador vai mostrar que apoia o impeachment da presidente Dilma em qualquer lugar que seja. O tirano petista, com seu ato mesquinho e despótico, não vai abortar a esperança que renasce no coração de todos de um novo Brasil no próximo domingo. Afinal, como diria Raul Seixas: ‘sonho que se sonha junto é realidade”.

Notícias Relacionadas