Lutador do MMA morre após duelo com Charlie Ward

O meio-médio João “Rafeiro” Carvalho, que estava internado desde o dia 9 de abril, em Dublin, em virtude dos golpes sofridos na cabeça na derrota por nocaute técnico para Charlie Ward no evento “TEF – Total Extreme Fighting”, faleceu no Beaumont Hospital na última segunda-feira (12) – clique no player acima para ver o momento do nocaute. A informação é do site do jornal “Independent”, da Irlanda, reproduzida pelo portal Combate. Oficialmente, a morte de João Carvalho é a primeira ocorrida em um evento de MMA profissional e regulamentado. O lutador fazia sua terceira luta como profissional – tinha um cartel de uma vitória e uma derrota em sua carreira.

João "Rafeiro" estava internado e faleceu em virtude dos golpes sofridos na cabeça na derrota por nocaute técnico para Charlie Ward  (Foto: Reprodução/MMA)
João “Rafeiro” estava internado e faleceu em virtude dos golpes sofridos na cabeça na derrota por nocaute técnico para Charlie Ward (Foto: Reprodução/MMA)

Companheiro de equipe de Conor McGregor na SBG Team, Charlie Ward – que tinha em seu córner o técnico John Kavanagh – venceu a luta aplicando diversos golpes na cabeça de Carvalho, que tentava se proteger sob o olhar do árbitro, que segundo o campeão peso-pena do UFC, teria demorado a interromper o combate.

Em entrevista ao site “SevereMMA.com”, Katarzyna Michlic, dona da Eventmed, empresa que prestou atendimento ao lutador, Carvalho estava “caminhando, falando e sorrindo” normalmente após a luta, mas como seu estado piorou rapidamente em seguida, foi levado para o hospital.

– Os médicos o examinaram entre cada round, e ele sempre respondeu positivamente aos exames. Carvalho deu respostas a todas as perguntas dos médicos, como se ele sabia onde estava, em que round a luta estava e que dia da semana era aquele. Suas respostas foram perfeitas. Quando o ártbitro interrompeu a luta, no terceiro round, nossa equipe de médicos assumiu os cuidados, e percebemos que ele estava sangrando abundantemente pelo nariz. Perguntamos se ele sentia alguma dor no corpo ou na cabeça assim que acabou a luta, e ele disse que não, apenas relatando que se sentia muito cansado. (Portal Combate)

Notícias Relacionadas