60% dos deputados querem o impeachment de Dilma, diz Datafolha

 Para o impedimento da presidente ser aprovado são necessários 342 votos dos 513 deputados.
Para o impedimento da presidente ser aprovado são necessários 342 votos dos 513 deputados.

O impeachment da presidente Dilma Rousseff tem o apoio de 60 por cento dos deputados federais, ou 308 votos, mostrou pesquisa do instituto Datafolha divulgada nesta sexta-feira, número insuficiente para a Câmara autorizar a abertura do processo, mas quase um quinto dos deputados se disse indeciso ou não declarou o voto.

A pesquisa, realizada entre os dias 21 de março e 7 de abril entre os parlamentares, mostrou também que 21 por cento, ou 108 deputados, declararam voto contrário ao impeachment. Para o impedimento da presidente ser aprovado são necessários 342 votos dos 513 deputados.

Dezoito por cento se disseram indecisos ou não declararam o voto, segundo reportagem do jornal Folha de S.Paulo, que esclareceu que o 1 por cento restante para chegar aos 100 por cento se deve a arredondamentos.

No PMDB, que era o maior partido da base governista até o rompimento na semana passada, 59 por cento dos deputados são favoráveis ao impeachment.

No PP, que tem concentrado as apostas do Palácio do Planalto para tentar evitar o impedimento da presidente, 57 por cento apoiam o afastamento.

Em dezembro, levantamento do Datafolha mostrava 42 por cento de apoio ao impeachment na Câmara, com 31 por cento contrários.

Caso o impeachment seja aprovado na Câmara e chegue ao Senado para ser analisado, 55 por cento dos senadores disseram que votariam pelo afastamento definitivo da presidente, sendo 24 por cento contrários.

Notícias Relacionadas