Dilma usa governadores para ”acertar” deputados

Dilma e Lula definiram a estratégia porque temem gravações de conversas e de telefonemas.
Dilma e Lula definiram a estratégia porque temem gravações de conversas e de telefonemas.

CLÁUDIO HUMBERTO

A presidente Dilma e seu quase-ministro Lula acionaram governadores íntimos para o “serviço sujo” de fazer os deputados federais dos seus estados se posicionarem contra o impeachment, na votação do dia 17. Os governadores estão autorizados a utilizar a “moeda” que for exigida pelos interlocutores, inclusive cargos. Dilma e Lula definiram essa estratégia porque temem gravações de conversas e de telefonemas.

PARA ISSO, HÁ RECURSOS
A oposição já sabe que o Planalto tem liberado recursos para os governadores aliados que viabilizem a “negociação” com os deputados.

GATO ESCALDADO
Conduzido sob vara para depor na polícia, Lula hoje “tem certeza” que continua grampeado e teme ser flagrado em conversas impróprias.

LEILÃO DE VOTOS
Governadores ligados ao Planalto têm sido chamados a Brasília para receberem a “missão” de reverter votos hoje pró-impeachment.

TUDO SE SABE
Nem adianta fazer segredo da estratégia. Até os próprios governadores saem dos encontros com Lula e Dilma contando tudo. (Leia mais na Coluna de Cláudio Humberto. Clique AQUI)

Notícias Relacionadas