Governo admite discutir novas eleições após processo do impeachment

Senador Humberto Costa (Foto: Gerlado Magela/Agência Senado)
Senador Humberto Costa (Foto: Gerlado Magela/Agência Senado)

O líder do Governo no Senado, Humberto Costa (PT-PE), admitiu que o PT não descarta discussão sobre convocação de novas eleições após o processo de impeachment ser concluído. A declaração do senador ocorreu na manhã desta terça-feira (5) em entrevista à Rádio Jornal, de Recife. Nesta segunda (4), o senador peemedebista Valdir Raupp (RO) defendeu a realização de novas eleições presidenciais em outubro deste ano.

Para Humberto Costa, a proposta “demonstra que o impedimento de Dilma está perdendo força”. “Vindo do próprio PMDB, começa a dar por certo que é difícil Temer conseguir governar o Brasil após um processo de impedimento marcado por tanta ilegalidade. A gente vê nessa proposta uma meia solução. Depois de passado o impeachment e nós conseguirmos derrotá-lo, podemos discutir qualquer coisa”, disse.

“Dá para a gente conversar depois do impeachment. Mas nossa posição é de que a presidente tem toda a legitimidade para concluir o mandato”, ressaltou o senador petista.

Para ele, caso haja a discussão, seria injusto não debater eleições gerais. “Se é para discutir novas eleições, tem que discutir eleições gerais. Se a presidente Dilma falta credibilidade, imagine o Congresso? Vai fazer eleição para presidente e não vai fazer para a Câmara e para o Senado?”, alegou.

Fonte: Blog do Jamildo

Notícias Relacionadas