Flamengo arranca empate com Bota e completa 6 jogos sem vencer

O empate com o Flamengo fez o Botafogo se distanciar da liderança da Taça Guanabara. (Foto: Botafogo/Vitor Silva/Divulgação)
O empate com o Flamengo fez o Botafogo se distanciar da liderança da Taça Guanabara. (Foto: Botafogo/Vitor Silva/Divulgação)

Quem foi ao Estádio Mario Helênio, em Juiz de Fora, viu um clássico disputado, com alternâncias, gols e emoção. O Botafogo ficou duas vezes à frente do placar e empatou em 2 a 2 com o Flamengo, neste sábado. Os gols alvinegros foram de Carli e Rodrigo Lindoso. Alan Patrick e Marcelo Cirino balançaram a rede para o Flamengo. Este foi o sexto jogo seguido sem vitória do Flamengo.

O empate fez o Botafogo se distanciar da liderança da Taça Guanabara. A equipe de Ricardo Gomes soma sete pontos, na terceira posição, contra 10 do Vasco, que ainda joga na rodada. Para o Flamengo, o ponto conquistado muda pouca coisa: o time chegou a seis e segue fora da zona de classificação para as semifinais. Precisará vencer os dois últimos compromissos para pensar na fase seguinte.

O clássico em Juiz de Fora mobilizou a cidade. Desde o início do dia, viam-se camisas dos dois times nas ruas. No estádio não foi diferente, com público dividido, festa e um jogo disputado.

Se o Flamengo ameaçou no início pelo alto (cabeçada de Wallace para fora e cabeceio de Ederson que Jefferson salvou), foi o Botafogo que abriu o placar. Salgueiro já havia mandado uma bola rente à trave e parado na barreira em cobrança de falta, até que cobrou escanteio venenoso, Paulo Victor errou a saída e Joel Carli empurrou para a rede, aos 13. Botafogo 1 x 0 Flamengo.

Em desvantagem, o adversário se lançou todo em busca do empate. Aos 15, Alan Patrick cobrou falta no ângulo e Jefferson voou para espalmar. Aos 25, o goleiro cresceu, fechou o ângulo e evitou gol de Guerrero, que entrou livre de frente. Porém, aos 30, não teve jeito. Alan Patrick acertou um chute de rara precisão, de pé esquerdo, no ângulo, e empatou.

Ainda no primeiro tempo, o Botafogo tentou com Ribamar, em chute forte por cima, e reclamou de pênalti de Willian Arão por mão na bola dentro da área. O juiz deu falta para o Flamengo.

A primeira chance de perigo da etapa final foi do Flamengo, em falta na entrada da área. Alan Patrick tirou da barreira e do gol, errando o alvo. Quem voltou a ficar na foi o Botafogo. Ribamar dominou na área, ajeitou e foi derrubado claramente por Wallace. Rodrigo Lindoso bateu no canto, Paulo Victor espalmou, Fernandes ajeitou e o próprio Lindoso aproveitou para desempatar, aos 10! Botafogo 2 x 1 Flamengo.

O Botafogo buscava um contra-ataque para mudar o jogo, o Flamengo atacava na base do abafa, sem muita inspiração. Aos 23, em um bom lance, Marcelo Cirino foi lançado e tocou na saída de Jefferson, a bola ia entrando, mas Diogo salvou quase em cima da linha.

De tanto insistir, o Flamengo achou seu gol. Após boa troca de passes, Gabriel cruzou e Marcelo, aos 36, empatou de cabeça. Já no fim do jogo, Gegê arrancou, ia de frente para o gol e levou um carrinho por trás de Emerson Sheik. O árbitro não deu a falta e, na sequência, marcou uma de Fernandes, dando cartão amarelo. Ele ainda errou ao inverter uma falta no fim, gerando cobrança perigosa para o Flamengo. Gabriel acertou a barreira e o jogo acabou: 2 a 2.

Notícias Relacionadas