Zagueiro confia no trabalho de Deivid e garante que time vai encaixar

Bruno Rodrigo caminha para o jogo de número 120 com a camisa do Cruzeiro e já passou por momentos maravilhosos e também de desconfiança. O jogador compreende a atitude da torcida ao fim da última partida, mas acredita que a equipe tem tudo para evoluir nas próximas rodadas. O zagueiro confia no trabalho de Deivid e entende que falta pouco para o Cruzeiro encaixar e deslanchar dentro das competições.

Perguntado sobre a falta de gols, Bruno Rodrigo tratou de aliviar para os companheiros de time que jogam no ataque (Foto: Washington Alves/Lightpress)
Perguntado sobre a falta de gols, Bruno Rodrigo tratou de aliviar para os companheiros de time que jogam no ataque (Foto: Washington Alves/Lightpress)

“Natural, a torcida quer resultados melhores e que a gente possa fazer mais gols. Faz parte a pressão. Um jovem treinador, que está estudando bastante. É novo, tem muita a crescer. A gente está com ele, vamos fazer tudo para sair vitoriosos dos jogos. Em certos momentos a equipe não correspondeu, da maneira que o Deivid pediu. Está faltando detalhes, encaixar um contra-ataque, fazer mais gols”, declarou o zagueiro.

“Nós jogadores e o Deivid estamos procurando um ajudar o outro. Ele nos escuta bastante, passa muita coisa pra gente. A gente passa para ele. Se achar que é válido ele também nos escuta. É uma troca. Temos que trabalhar e conversar bastante. Uma troca válida em benefício para o Cruzeiro ter um ano bom”, completou. Perguntado sobre a falta de gols, Bruno Rodrigo tratou de aliviar para os companheiros de time que jogam no ataque. O jogador lembrou que não só os atacantes são os responsáveis por marcar os gols, mas sim todo o elenco. O zagueiro ainda fez questão de lembrar as características dos jogadores de frente da Raposa e as várias tentativas feitas na última partida, inclusive pelos que atuam no meio-campo.

“Estamos tentando. Foram dados alguns chutes neste jogo. Falta um pouco. Mas é mais pela característica dos jogadores, que se movimentam mais e chegam mais na área. O Alisson, o Willian, Arrascaeta. Acho que a equipe está buscando finalizações também de fora da área, o Henrique tenta, o Romero. A equipe está trabalhando para que isso aconteça mais e que consequentemente nos traram de volta as vitórias”, finalizou.

Notícias Relacionadas